Veja quem são os 5 maiores laterais-esquerdos da história do Santos

Quem são os cinco maiores laterais-esquerdos da história do Santos? Todo mundo conhece os maiores jogadores da história do Alvinegro Praiano, Pelé, Pepe, Zito, Carlos Alberto Torres, Clodoaldo, Neymar, Diego, Robinho e Léo estão entre os principais, esse último, um dos maiores laterais-esquerdos da história do Santos, o maior em nossa lista de cinco nomes que você acompanha abaixo.

Nossa lista de maiores laterais-esquerdos da história do Santos tem Léo na primeira posição e será seguido de perto por Dalmo, que foi campeão do mundo com a equipe santista. Outro nome importante é o de Rildo, que foi campeão brasileiro pelo clube da baixada e também fez história no Botafogo.

Outros dois jogadores completam nossa lista de maiores laterais-esquerdos da história do Santos, o primeiro é Turcão, natural de Santos dedicou sua carreira quase que inteira ao time da Vila Belmiro. Por fim, encerra nossa lista Kléber que honrou a camisa do Santos entre 2005 e 2008, sendo duas vezes o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro no período.

Os maiores laterais-esquerdos da história do Santos

br

Santos

5 – Kléber

Kléber foi revelado pelo Corinthians em 1998, teve passagens pelo Hannover da Alemanha e do Basel da Suíça sem muito sucesso. Chegou ao Santos em 2005 por empréstimo e depois foi contratado em definitivo no ano seguinte, ficando até 2008 no clube.

No seu período no Santos era considerado um dos melhores laterais do futebol brasileiro e enquanto vestiu a camisa santista jogou muito bem e honrou o manto. Pelo clube da baixada santista foi campeão paulista em 2006 e 2007, tendo sido peça fundamental para o time, atacando muito bem pelo lado esquerdo e sendo frequentemente convocado para a Seleção Brasileira.

Jogou com a camisa três do Santos em 180 partidas, marcando 14 gols e sendo eleito o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro duas vezes, vencendo a Bola de Prata da Revista Placar em 2006 e 2007. Venceu a Copa América de 2007 com a Seleção Brasileira quando ainda atuava em pelo clube da Vila Belmiro.

4 – Turcão

Veja quem são os 5 maiores laterais-esquerdos da história do Santos
À esquerda Dalmo enquanto jogava, à direita já mais velho com a camisa do Santos

Turcão é nascido na cidade de Santos e dedicou praticamente toda sua carreira ao Santos, tendo uma ligeira saída por empréstimo para o São Cristóvão. Na época tinha Dalmo e Geraldino à sua frente na lista para a lateral-esquerda, voltou um ano depois e alternou sua condição de titular e reserva por muitos anos com Rildo e Zé Carlos, o Cabeleira.

A temporada que mais atuou foi em 1970, tendo entrado em campo 54 vezes e ganhou seu grande título em 1973, o Campeonato Paulista, ao lado de Pelé, Edu, Carlos Alberto Torres e companhia. De 1968 a 1974 teve meu maior período de atividade, estando sempre envolvido com o time.

Foram ao todo 252 jogos com a camisa do Santos e três gols marcados, tendo conquistado diversos títulos importantes com a equipe, o já citado título do Campeonato Paulista de 1973 e também em 1968 e 1969 e o Campeonato Brasileiro de 1968. Se aposentou jovem, aos 30 anos no ano de 1975.

3 – Rildo

O pernambucano Rildo foi revelado pelo Íbis, passou pelo Sport Recife e depois foi contratado pelo Botafogo, onde fez história conquistando títulos importantes e substituindo Nilton Santos, depois chegou ao Santos de Pelé, tendo jogado com dois dos melhores jogadores que o Brasil já produziu, Pelé e Garrincha.

É considerado um dos melhores laterais da história do futebol brasileiro, sendo também um dos maiores laterais-esquerdos da história do Santos. Em seu período no clube santista conquistou seis troféus, três Campeonatos Paulistas em 1967, 1968 e 1969, um Campeonato Brasileiro ( Torneio Roberto Gomes Pedrosa) em 1968, uma Supercopa Sul-Americana e uma Recopa Intercontinental ambas em 1968.

Atuou pela Seleção Brasileira em 38 partidas, tendo marcado um gol, enquanto pelo Santos esteve em campo em  325 jogos com dez gols marcados. Marcou época em dois dos principais clubes do futebol brasileiro e os principais no tempo em que ele atuou, Botafogo e Santos dominaram a década de 1960 no futebol nacional.

2 – Dalmo

Dalmo foi revelado pelo Paulista de Jundiaí, clube da cidade onde ele nasceu, depois foi para o Guarani, chegando ao Santos em 1957, tendo ficado no clube até 1964, retornando para o Guarani e depois encerrando sua carreira na cidade em que nasceu, novamente no Paulista.

Conquistou diversos títulos importantes em seu período com o clube, se tornando um dos maiores laterais-esquerdos da história do Santos. Dalmo venceu duas vezes a Libertadores e o Mundial de Clubes em 1962 e 1963, o Campeonato Brasileiro em 1961 e 1964, o Campeonato Paulista em 1958, 1960, 1961, 1962 e 1964, além do Torneio Rio-São Paulo de 1959 e diversos títulos menores.

Dalmo é o 23º jogador que mais atuou com a camisa do Santos, com 365 partidas tendo marcado quatro gols, sendo um importantíssimo, de pênalti fez o gol do segundo título mundial do time da Vila Belmiro, com a vitória de 1 x 0 sobre o Milan, Dalmo entrou para a história do Santos.

1 – Léo

Natural de Campos dos Goytacazes no Rio de Janeiro, Léo foi revelado pelo Americano de sua cidade natal em 1995, saindo para o União São João e passando pelo Palmeiras, antes de chegar ao Santos em 2000, participando de uma geração que encantou o Brasil no início dos anos 2000.

É o nono jogador que mais vestiu a camisa santista, com 456 partidas ao longo de duas passagens pelo clube, a primeira terminou em 2005, retornando em 2009 e ficando até 2014 quando encerrou a carreira e marcou 24 gols com pelo clube da Vila Belmiro.

É o maior vencedor depois da geração de Pelé tendo vencido três Campeonatos Paulistas em 2010, 2011 e 2012, dois Campeonatos Brasileiros em 2002 e 2004, uma Copa do Brasil em 2010 e a Libertadores em 2011. Ganhou três vezes a Bola de Prata como melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro em 2001, 2003 e 2004.

 

Raphael Almeida Raphael Almeida

Jornalista 33 anos. Atualmente sou repórter e comentarista na Web Rádio Bate Fundo Esportivo. Redator no portal Minha Torcida com passagens por Premier League Brasil e Futebol na Veia.