Veja quem são os 5 maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo

Quem são os cinco maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo? Todo mundo conhece os maiores jogadores da história do Alvinegro Carioca, Garrincha, Jairzinho, Heleno de Freitas, Quarentinha, Didi, Jefferson, Túlio e Nilton Santos, esse último, um dos maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo, o maior em nossa lista de cinco nomes que você acompanha abaixo.

Nossa lista de maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo tem Nilton Santos na primeira posição e será seguido de perto por Marinho Chagas, a Bruxa, como ficou conhecido. Outro nome importante é o de Valtencir, que é o quarto jogador que mais vestiu a camisa do clube, ficando atrás apenas de Nilton Santos, Mané Garrincha e do goleiro Jefferson.

Outros dois jogadores completam nossa lista de maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo, o primeiro é Rildo que enquanto Nilton Santos estava no clube jogou de zagueiro para ter mais tempo de jogo, mas sua posição era lateral. Por fim, encerra nossa lista outro jogador polivalente, que atuou em diversas posições pelo clube, Paulistinha atuava principalmente na zaga e na lateral-esquerda, mas chegou a jogar no meio-campo e até no ataque.

Os maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo

Botafogo

Botafogo

5 – Paulistinha

Veja quem são os 5 maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo
Paulistinha à esquerda conversando com Amarildo ao centro e Garrincha à direita

Oswaldo Sampaio Júnior, o Paulistinha é o maior coringa da história do Botafogo, tendo jogado em diversas posições, sendo uma delas a lateral-esquerda. É o vigésimo jogador com mais jogos pelo clube, tendo atuado em 305 partidas de 1959 a 1969.

Conquistou quatro Campeonatos Cariocas, 1961, 1962, 1967 e 1968, três Torneios Rio-São Paulo em 1962, 1964 e 1966, além da Taça Brasil de 1968, que já foi reconhecida como Campeonato Brasileiro. Tiveram outros torneios de menor expressão, totalizando 16 conquistas, sendo o segundo jogador que mais conquistou pelo Botafogo.

Paulistinha esteve no clube em seu período de mais vitórias e conquistas, sendo uma das peças importantes da equipe, jogou junto com Nilton Santos, Mané Garrincha, Jairzinho, entre outros grandes ídolos do clube.

4 – Rildo

O pernambucano Rildo foi revelado pelo Íbis, passou rapidamente pelo Sport Recife e depois foi contratado pelo Botafogo, depois passou ainda pelo Santos de Pelé, tendo jogado com dois dos melhores jogadores do Brasil, Mané Garrincha no Rio de Janeiro e Pelé em Santos.

É considerado um dos melhores laterais que o Brasil produziu, sendo também um dos maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo. Em seu período no clube carioca conquistou quatro troféus, dois Campeonatos Cariocas em 1961 e 1962 e dois Torneios Rio-São-Paulo em 1962 e 1966.

Atuou pela Seleção Brasileira em 38 jogos marcando um gol e pelo Botafogo foram 298 jogos com três gols marcados. Marcou época no futebol brasileiro e entrou para a história de dois dos principais clubes do país, tendo no Botafogo sido lançado para o restante do país e do mundo.

3 – Valtencir

Veja quem são os 5 maiores laterais-esquerdos da história do Botafogo

Valtencir foi revelado pelo Botafogo e subiu aos profissionais em 1967, tendo ficado no clube por nove anos, sendo o quarto jogador com mais jogos pelo clube, ficando atrás apenas de Nilton Santos, Mané Garrincha e Jefferson. Foram 453 partidas pelo clube e marcou seis gols nesse período.

Saiu do clube e jogou pelo Colorado do Paraná, onde acabou falecendo em uma partida contra o Grêmio Maringá, depois de uma dividida de bola no meio do campo, com o adversário, acabou sendo atingido por uma joelhada involuntária e sofreu uma ruptura na coluna cervical, uma fatalidade.

Em seu período pelo Botafogo conquistou três títulos importantes, o bicampeonato carioca de 1967 e 1968 e também o Campeonato Brasileiro de 1968, que na época era conhecido como Taça Brasil. Teve uma partida pela Seleção Brasileira, contra a Argentina, vitória do Brasil por 4 x 1 com um gol de Valtencir.

2 – Marinho Chagas

Marinho Chagas atuou no Botafogo de 1972 a 1976, sendo 183 partidas e 38 gols marcados. Em seu período no clube não conquistou títulos mas conquistou os torcedores alvinegros com sua técnica apurada e ofensividade, em uma época onde os laterais se preocupavam mais em defender do que atacar.

Nascido em Natal no Rio Grande do Norte, Marinho Chagas começou no Riachuelo e depois jogou pelo ABC e Náutico antes de chegar ao Botafogo. A Bruxa como ficou conhecido, em sua estreia pelo Botafogo, contra o Santos de Pelé, fez um belo gol, deu balão e até caneta no Rei do Futebol.

Foi jogando pelo Botafogo que chegou à Seleção Brasileira, onde atuou em 36 partidas e marcou quatro gols. Jogou a Copa do Mundo de 1974, sendo eleito o melhor jogador da posição no torneio. Conquistou três bolas de prata da revista placar como melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro em 1972, 1973 e 1981.

1 – Nilton Santos

Nilton Santos, a Enciclopédia, como ficou conhecido pelo seu conhecimento de futebol e por ser um jogador completo. Dedicou toda sua carreira ao Botafogo e a Seleção Brasileira, tendo jogado quatro Copas do Mundo, 1950, 1954, 1958 e 1962, conquistando as duas últimas.

Pelo Brasil foram 75 jogos e três gols marcados, já pelo Alvinegro Carioca foram 723 jogos e 11 gols marcados, sendo assim o jogador que mais vestiu a camisa do clube, seguido por Mané Garrincha com 612 jogos pelo clube. Nilton Santos se tornou o maior lateral-esquerdo da história do Brasil com sua apurada técnica e habilidade para defender.

Venceu diversos títulos tanto pelo Brasil quanto pelo Botafogo, os principais pela Seleção Brasileira foram as duas Copas do Mundo em 1958 e 1962 e o Sul-Americano de 1949. Já pelo Fogão conquistou quatro vezes o Campeonato Carioca, em 1948, 1957, 1961 e 1962 e o Torneio Rio-São Paulo de 1962 e 1964, além de torneios menores.

Raphael Almeida Raphael Almeida

Jornalista 33 anos. Atualmente sou repórter e comentarista na Web Rádio Bate Fundo Esportivo. Redator no portal Minha Torcida com passagens por Premier League Brasil e Futebol na Veia.