Luxemburgo quebra tabu de 2 anos no Corinthians

Na noite desta terça-feira (18), Universitario e Corinthians entraram em campo pelo jogo de volta da repescagem da Copa Sul-Americana. Com uma vantagem de 1 x 0 no jogo de ida, Luxemburgo comandou o Timão que precisava apenas garantir a vantagem que abriu na Neo Química Arena, para se classificar. Em meio a um jogo intenso, com pressão da torcida do time da casa e confusão no final da partida, o time brasileiro fechou o duelo em 2 x 1, com o placar agregado de 3 x 1.

Veja também

+Aceita negócio por esse valor: futuro de Murillo no Corinthians é exposto

+Pavio curto! CR7 não poupa resposta a jornalista sobre o Corinthians

+Falou isso mesmo: Presidente do Corinthians manda indireta para Palmeiras e incendeia polêmica

Luxemburgo quebra tabu de 2 anos no Corinthians

A vitória por 2 x 1 do Corinthians garantiu o quarto triunfo seguido na temporada para a equipe de Itaquera. Isso, também, quebra um tabu de dois anos do Timão, onde não consegui ter uma sequência de mais de três vitórias seguidas. A última vez que tiveram uma quatro jogos invictos foi no início da temporada de 2021, ganhando três duelos do Paulistão 2021 e um pela Copa do Brasil.

O duelo

Para a partida desta noite, o Corinthians optou por usar o time reserva e com apenas o Róger Guedes dos titulares. O primeiro tempo as duas equipes passaram em branco e foi apenas aos 70 minutos, que o Timão abriu o placar com Maycon, que veio do banco para ampliar a vantagem do time visitante. Contudo, sete minutos mais tarde, Edison Flores deixou tudo igual, ao converter a cobrança de pênalti para o Universitário.

Nos acréscimos, novamente o time de Vanderley Luxemburgo voltou a ficar a frente no marcador. Ryan Gustavo de Lima, de apenas 20 anos, vindo do banco de reservas também, garantiu a vitória para a equipe paulista. Porém, sua comemoração, de forma provocativa, fechou o tempo entre os jogadores, de forma que a polícia teve que intervir. Após a partida ficar parada um pouco mais de 10 minutos, o juiz retomou o jogo, mas não foi o suficiente para o Universitario reverter o placar.

 

 

 

Carolina Castro Carolina Castro

Tenho 25 anos e sou formada em jornalismo. Desde criança desenvolvi o gosto por esporte e por isso escolhi ser jornalista. Foi a profissão que me deixou mais próxima daquilo que mais amo: falar e escrever sobre esporte.