Após um 2021 decepcionante, o Flamengo inicia suas movimentações no mercado para planejar o ano de 2022 e para voltar a ser soberano no futebol nacional e sul-americano, nada melhor do que repatriar quem já sabe o caminho. Por isso, a diretoria rubro-negra já escolheu seu preferido para ser o treinador na próxima temporada: Jorge Jesus.

Mesmo que tenha diversos alvos no futebol do Velho Continente, o Flamengo nunca escondeu que sua prioridade seria um retorno de Jorge Jesus ao Brasil, mesmo atualmente no Benfica. E, surge um novo capítulo nas negociações pelo retorno do Mister à Gávea: O aceite do técnico.

Jesus tem contrato com o Benfica até junho de 2022, mas a péssima relação com a torcida é um ponto determinante para que sua permanência em Portugal esteja praticamente descartada para a próxima temporada. Por isso, voltar ao Brasil com status de ídolo é um cenário que agrada o técnico e seu estafe.

Flamengo e Jorge Jesus se reuniram na última terça-feira (21), para negociar. Após o aceite do treinador, o Fla agora busca acordo com o Benfica, principalmente para o pagamento de um valor para a rescisão de contrato. Atualmente, a multa rescisória é de 6 milhões de euros (R$39 milhões), mas pode ser ainda maior para toda a comissão técnica. O Fla negociará para reduzir a quantia.

Jorge Jesus é o favorito para ser o treinador do Flamengo no ano de 2022. (Foto:Reprodução)
Jorge Jesus é o favorito para ser o treinador do Flamengo no ano de 2022. (Foto:Reprodução)

Mesmo assim, o Benfica deve fazer jogo duro para liberar Jesus. A diretoria do clube português não gostou da postura do Flamengo, e por isso, deve exigir o pagamento da multa, sem nenhuma possibilidade de negociação. Além disso, o Benfica tem 2 clássicos contra o Porto em 8 dias, válidos pela Taça de Portugal e pelo campeonato nacional.

Apesar do "sim de Jesus, Fla conversa com outros nomes

Mesmo com o aceite inicial de Jorge Jesus, o Flamengo segue conversando com outras possibilidades para o cargo. Carlos Carvalhal será o próximo e último nome a ser analisado, e também conta com grande admiração da direção do Fla.

Além de Carvalhal, outros nomes estão na pauta, como Paulo Sousa (técnico da seleção polonesa) e Rui Vitória. Entretanto, Jorge Jesus sempre foi visto como essencial para a volta do clube ao protagonismo de 2019.

Jorge Jesus comandou o Flamengo em 57 jogos, com 43 vitórias, 10 empates e 4 derrotas. Foi campeão do Campeonato Brasileiro e da Libertadores de 2019, além do Campeonato Carioca, Recopa Sul-Americana e da Supercopa do Brasil de 2020.