Em busca de um novo comandante técnico para a temporada 2022, o Atlético-MG tem em sua mira um técnico muito conhecido dos torcedores brasileiros, embora o mesmo seja estrangeiro.

Estamos falando de Jorge Jesus, que no mesmo dia em que Cuca pediu demissão do Galo, Mister foi demitido do Benfica, abrindo assim as portas para que ele possa vir a trabalhar no time brasileiro e mineiro.

Nesta última quarta-feira - 29 de dezembro, as partes já andaram conversando, onde o primeiro encontro foi encerrado sem uma definição, mas as partes voltarão a se reunir nesta quinta-feira (30), onde toda a cúpula da diretoria atleticana deve estar presente, inclusive o grupo 4R’s, que são os principais investidores do clube.

Segundo informações reveladas pelo site "GE", o tom do primeiro encontro entre Rodrigo Caetano - dirigente do Galo Mineiro e Jorge Jesus foi tranquilo, com uma postura cautelosa, onde as partes apenas se conheceram melhor.

Já neste novo encontro marcado para o dia de hoje, é que se deve falar em valores a serem pagos pelos serviços do português e a possível duração de contrato, que deve ser de no mínimo duas temporadas.

Jorge Jesus e o Brasil

Dado como certa a sua volta ao Brasil e principalmente ao Flamengo, Jorge Jesus que até essa última terça-feira seguia empregado, preferiu seguir a frente do Benfica ao invés de aceitar um novo convite para comandar o Flamengo, onde Mister até então acreditava que conseguiria dar a volta por cima nos Encarnados, mas por conta de uma desavença com um dos líderes do vestiário português, acabou perdendo ainda mais força entre a diretoria e acabou sendo demitido, tendo agora grandes chances de volta ao nosso país, mas desta vez para comandar outro grande clube da Série A; aguardemos!