A noite da última segunda-feira (4) foi extremamente triste para o futebol nacional. Isso porque um assunto tomou conta do país: A agressão do jogador William Ribeiro ao árbitro da partida entre Guarani e São Paulo, válido pela divisão de acesso do Campeonato Gaúcho.

William Ribeiro agrediu o árbitro Rodrigo Crivellaro durante a partida. Após não concordar com a apilcação de um cartão amarelo, o jogador desferiu um chute na cabeça do árbitro, que estava deitado no gramado. Rodrigo Crivellaro ficou desacordado, e foi levado de ambulância à um hospital da cidade de Venâncio Aires.

O policiamento da partida levou William Ribeiro à uma delegacia, onde foi acusado de tentativa de homicídio. O delegado Vinicius Lourenço de Assunção decretou a prisão do jogador, que teve contrato sumariamente rescindido com o São Paulo, de Rio Grande. William Ribeiro foi conduzido ao presídio da cidade. Veja o lance completo:

Federação Gaúcha de Futebol tomou primeiras atitudes

Após o ocorrido, a Federação Gaúcha de Futebol, através de suas redes sociais, anunciou que lamenta profundamente o ocorrido, e que o TJD-RS "irá averiguar os fatos e tratar das respectivas sanções. A partida foi suspensa, e mais informações sobre a sua continuidade serão divulgadas em breve."

Também através de suas redes sociais, o São Paulo-RS se manifestou oficialmente sobre o caso. Confira o comunicado na íntegra abaixo:

"Lamentável, lamentável e acima de tudo, revoltante. No exato dia em que toda a família rubro-verde reuniu-se para comemorar mais um aniversário - 113 anos de Sport Clube São Paulo -, nosso clube se deparou com um dos episódios mais tristes da sua história, uma fatídica cena que chocou todas as pessoas que amam não só o futebol gaúcho, mas todas aquelas que simplesmente amam o esporte de modo geral.

Podem ter certeza, lamentamos e nos envergonhamos profundamente de todo o ocorrido, todos nós em absoluto, toda a nossa nação rubro-verde: Direção, torcida, demais jogadores, etc. Pedimos todas as desculpas do mundo ao profissional agredido e a sua família, assim como pedimos desculpas ao público, de modo geral, pela cena lamentável vista hoje.

O contrato com o atleta agressor está sumariamente rescindido. Ademais, todas as medidas possíveis e legais em relação ao fato serão tomadas."

(Foto:Reprodução)
(Foto:Reprodução)

Vale lembrar que William Ribeiro já passou por situação semelhante na carreira. No ano de 2015, quando era jogador do Farroupilha, o jogador foi detido após agredir um jogador do São José, adversário na ocasião.