Após cair nas oitavas de final da Eurocopa, diante da Inglaterra nesta última terça-feira - 29 de junho; esse foi o último "ato" de Joachim Low a frente da seleção alemã. O comandante técnico de 61 anos está deixando os germânicos, sendo substituído por Hansi Flick, seu antigo auxiliar.

Logo depois do apito final diante dos ingleses, em Wembley, Low deu sua última coletiva como técnico da Seleção da Alemã, onde o mesmo disse estar "desapontado" com a eliminação. Nesta mesma coletiva, o profissional aproveitou para agradecer as pessoas que fizeram parte de sua trajetória.

"Estou desapontado, é claro. Não se esquece imediatamente. Serão necessários alguns dias, mas claro que levo muitas coisas desses anos. Quero agradecer a todas as pessoas, aos jogadores, aqueles que não estão mais conosco e também à imprensa", declarou.

Desde 2004 na seleção, quando iniciou como auxiliar de Jürgen Klinsmann, o mesmo veio a assumir o lugar mais alto desta somente em 2006, após a Copa do Mundo daquele ano. A frente da Alemanha, ele disputou três Copa do Mundo, conquistando uma, falando sobre esse período.

"Só posso dizer que depois de 15 anos aqui vivi muitas coisas positivas. Participei de uma Copa do Mundo em casa, em 2006, tive como ponto alto a vitória na Copa do Mundo de 2014. Mas também houve a Copa das Confederações em 2017, com uma equipe muito jovem.

Em 2018, tivemos problemas. O que fica são os momentos, com muita gente que conheci. As vitórias, algumas derrotas também, as lições. Conheci pessoas que me apoiaram, me ajudaram e se tornaram muito especiais em minha vida. Vivi experiências que sentirei falta", finalizou.

Despedida da seleção alemã

Joachim Low se despede do comando técnico da seleção alemã com 197 partidas, dentro dessas, 124 vitórias, 39 empates e 34 derrotas - um aproveitamento de 70%.