Buscando fazer uma grande reformulação no seu elenco visando a disputa da série B em 2022, o Grêmio já começa a montagem de lista de saídas. São pelo menos 13 jogadores que devem deixar o tricolor antes do início do Campeonato Gaúcho, no dia 26 de janeiro. Um deles é o meia Jean Pyerre.

Fora dos planos do técnico Vagner Mancini, Jean Pyerre esteve muito próximo de ser emprestado ao Alavés, da Espanha. No início da semana passada, as diretorias de Grêmio e Alavés se reuniram juntamente com os empresários do jogador para viabilizar um empréstimo, o que acabou não acontecendo.

Jean Pyerre e Alavés; Os motivos da negociação não acontecer

Como dito acima, no início da semana passada as partes se reuniram para tratar da negociação. A proposta dos espanhóis era de um empréstimo sem custos, com passe fixado em 3 milhões de euros (R$19,2 milhões na cotação atual) e válido até junho de 2023. O Grêmio, representado pelo vice-presidente de futebol Denis Abrahão, recusou a oferta.

Ausência de formalização dos termos propostos pelo Grêmio foi o principal motivo da desistência do Alavés por Jean Pyerre. (Foto:Reprodução)
Ausência de formalização dos termos propostos pelo Grêmio foi o principal motivo da desistência do Alavés por Jean Pyerre. (Foto:Reprodução)

O tricolor fez uma contraproposta exigindo duração menor do empréstimo, sendo até dezembro de 2022. O valor de passe fixado foi o primeiro denominador comum do encontro, mas o período da estadia de Jean Pyerre no clube espanhol foi o maior entrave.

Sendo assim, os dirigentes do Alavés esperavam que as condições impostas pelo Grêmio fossem oficializadas, para decidirem se aceitariam ou não os termos. Pelo lado do tricolor, não houve nenhuma movimentação, e por isso, o estafe de Jean Pyerre foi comunicado da desistência nas negociações.

Jean Pyerre tem contrato longo e multa rescisória milionária

Não aproveitado e sem acordo com os espanhóis, Jean Pyerre tem situação indefinida. Aos 23 anos de idade, o meia tem contrato com o Grêmio até dezembro de 2023, e sua multa rescisória é de 120 milhões de euros (R$769 milhões), uma das maiores do atual elenco tricolor.

Existe interesse de outros clubes em Jean Pyerre, também no futebol brasileiro. Um dos clubes mais citados é o Fluminense, mas que ainda não realizou nenhum indicativo oficial de interesse ao Grêmio.