Mais demissões no Beira-Rio! Ainda no movimento de reestruturação interna do clube para equacionar as contas, a direção colorada demitiu 45 funcionários nesta sexta-feira; o comunicado foi dado através de uma nota oficial, onde explica que a atitude foi tomada em virtude da delicada situação financeira enfrentada pelo clube gaúcho.

"Estamos realizando uma reestruturação administrativa, revisando processos, reavaliando fontes de receitas e fazendo ajustes financeiros necessários para atender as necessidades da nossa estrutura, em todos os setores", destacou a direção em nota.

Vale lembrar que esses não são os primeiros funcionários do Inter a perderem seus empregos, onde ainda em abril, o clube já havia anunciada a demissão de 60 funcionários como uma dessas mesmas medidas de redução de gastos.

Além dessas demissões, o colorado busca renegociar contratos com fornecedores e cortou alguns projetos de longo prazo, reduzindo assim os custos em R$ 3 milhões da folha salarial no futebol ao mês.

Projeto para minimizar os prejuízos

Essa mesma direção que hoje demite para cortar gastos, espera arrecadar R$ 90 milhões em negociações até o fim da temporada, ou seja, venda de jogadores para que assim minimize o prejuízo recorde registrado em 2020.

Atualmente o Inter já arrecadou algo próximo a R$ 74 milhões, esperando ainda conseguir mais R$ 16 milhões para fechar 2021 com um superávit de pouco mais de R$ 190 mil.

Inter em campo

Dentro das quatro linhas, o time retorna aos gramados no próximo domingo-22, às 18h15, na Vila Belmiro, onde encara a equipe do Santos, pela 17ª rodada do Brasileirão 2021, tentando assim buscar a terceira vitória na sequência dentro desta Série A.

Atualmente o clube encontra-se na 9ª colocação, com 21 pontos na tabela; mesma pontuação do Santos, adversário deste final de semana, mas que vem uma posição abaixo pelos critérios de desempate.