INCOMODADO? Reserva diante do Fluminense, Gabigol abre o jogo sobre o banco

Na noite deste sábado (1º), o Flamengo de Gabigol entrou em campo para enfrentar o Fluminense pela primeira partida da final do Campeonato Carioca. Com a tendência de ser um confronto difícil, a equipe rubro-negra saiu de campo com a vitória pelo placar de 2 x 0, levando a vantagem para si e podendo perder por até um gol de diferença que levanta mais um estadual. O confronto também foi uma forma de amenizar por parte a situação do treinador Vitor Pereira, fortemente contestado pelos placares adversos desde que assumiu o cargo, perdendo o Mundial de Clubes, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana.

Além disso, algumas decisões do português referente as escalações vem tirando o sono de mais fanáticos torcedores do Flamengo. O comandante já fez mudanças de jogadores que acabaram culminando na perda da partida e também no empate no marcador. Desta vez, na partida de ontem, mais uma vez o treinador surpreendeu com a sua escolha para ataque. Vitor Pereira vinha escalando em algumas partidas a dupla Gabigol e Pedro, o natural por serem dois atacantes que conseguem trabalhar juntos.

Porém, Pedro foi escalado como titular e Gabigol começou a partida no banco de reservas, escolha está que pegou boa parte dos torcedores de surpresa. Entretanto, ao final do confronto, Vitor Pereira foi perguntado na coletiva de imprensa do porquê optou por deixar o atacante no banco de reservas.

O Gabi é um jogador fundamental pra nós, importantíssimo, nosso capitão, muito importante e eu conto muito com a ajuda dele porque não tenho dúvidas da qualidade que ele tem. Entendemos que até pelas características do adversário, precisávamos de verticalidade e o Gabi teve alguns dias fora, parado, aquela pequena lesão que tinha no adutor. Eu entendi que durante 15 dias trabalhamos bem esse jogo. O Cebola e o Matheus França são dois jogadores que, pra mim, até determinada altura do jogo iam ser importantes. A conversa com Gabi…tudo bem entre nós, conversa honesta, frontal e conto com ele para o próximo jogo”.

Celso Pupo/Iconsport
Celso Pupo/Iconsport

No entanto, após a partida, Gabigol se manifestou sobre estar na reserva de uma final de campeonato carioca. Na ocasião, o atacante confessa que é estranho iniciar uma partida no banco de reservas.;

É sempre estranho ficar no banco, mas no penúltimo treino falei para o Vítor que queria voltar à minha posição natural, que é centroavante. Ele optou pelo Pedro hoje, foi só isso. A gente conversou, ele me entendeu e eu entendi ele. Nada demais“.

Raphael Almeida Raphael Almeida

Jornalista 33 anos. Atualmente sou repórter e comentarista na Web Rádio Bate Fundo Esportivo. Redator no portal Minha Torcida com passagens por Premier League Brasil e Futebol na Veia.