Histórias da Copa do Mundo: Jogadores da seleção mexicana pegos em orgia antes do torneio (2018)

Com a Copa do Mundo de 2022 no Catar prevista para começar em novembro, estamos fazendo uma retrospectiva da história da Copa do Mundo e dos momentos bons, ruins e incríveis que permanecem em nossas memórias até hoje e viverão para sempre.

A Copa do Mundo sempre esteve repleta de momentos que deixaram o público em choque. E acontece que nem todos esses momentos ocorrem dentro de campo. Na verdade, houve uma tonelada de escândalos que correram fora do campo, bem como dentro dele. Para destacar um dos escândalos mais famosos dos últimos tempos, nem precisamos olhar muito para trás no retrovisor. Este acontecimento envolve a seleção mexicana durante a preparação para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia. E como você pode ver, envolve muitas outras coisas também!

Esta história envolve drogas, prostitutas e uma festa de 24 horas que, de acordo com relatos, se transformou em uma orgia completa. Nós dissemos que nem todos os escândalos envolviam acontecimentos de dentro do campo de futebol! No entanto, para realmente entender o quão escandalosa essa história se tornou, você precisa mergulhar em alguns detalhes. Por isso, não vamos perder tempo. Vamos direto aos detalhes desta famosa história que foi apelidada de “Noche Loca” – “Noite Louca” em português.

O “timing” desta orgia pré-torneio

A cultura mexicana pode ser um pouco selvagem e maravilhosa, mas ninguém teria pensado que ficaria tão selvagem, pelo menos não antes de um grande torneio de futebol. Contudo, antes da Copa do Mundo de 2018, os jogadores mexicanos claramente não estavam com vontade de relaxar ou se preparar mantendo-se “sóbrios”, digamos assim. Como a maioria das equipes que vão à Rússia para a Copa do Mundo de 2018, o México teve vários amistosos programados para manter a equipe afiada. E logo antes dessa suposta orgia, o México disputou um amistoso contra a Escócia.

O jogo aconteceu na Cidade do México, então, obviamente, os jogadores mexicanos estavam em casa. Por fim, o jogo terminou com o México vencendo por 1 a 0. No entanto, a ação estava apenas começando para alguns dos jogadores mexicanos. Tenha em mente que esta partida foi disputada em 3 de junho de 2018. E eles deveriam voar para a Rússia para a Copa do Mundo cerca de uma semana depois dessa partida. Então, realmente, os jogadores estavam no meio dos preparativos para o maior torneio do futebol mundial.

Não é o melhor momento para organizar uma festa de 24 horas cheia de bebida, drogas e prostitutas, provavelmente todo mundo concorda com isso – não que haja um bom momento para várias dessas coisas. Dito isso, é o “timing” dos acontecimentos que faz a história ser particularmente famosa. O escândalo mostrou uma completa falta de cuidado com a preparação, e alguns diriam que mostrou uma falta de respeito pela posição privilegiada que esses jogadores ocupavam.

Quem estava envolvido e o que estava envolvido

Segundo o relatório oficial, vários jogadores mexicanos alugaram casas na Cidade do México para se hospedar após o amistoso contra a Escócia. Desse modo, fica claro que eles já tinham a intenção de organizar tal festa antes de entrarem em campo. Mas uma coisa é organizar uma festa – outra coisa é transformar a festa em uma orgia de 24 horas. E, surpreendentemente, muitos jogadores se viram envolvidos nesse escândalo. Esses nomes incluem Guillermo Ochoa, Marco Fabian, Raul Jimenez, além dos irmãos, Giovani e Jonathan dos Santos.

Claro, esses jogadores, assim como alguns dos outros, tinham esposas e namoradas, o que tornou essa notícia particularmente chocante. Para colocar mais lenha na fogueira, muitas prostitutas foram fotografadas entrando na festa. Embora não haja um número oficial, os relatórios indicam que entre 20 e 30 prostitutas estiveram envolvidas na festa. Então, novamente, isso não foi algo que os caras organizaram no “impulso do momento”. E eles fecharam tudo com chave de ouro ao incluir drogas como cocaína na festa.

No entanto, a parte final desta história é um pouco obscura. Podemos imaginar que os jogadores mexicanos passariam por testes de drogas antes da Copa do Mundo. Portanto, não está claro se eles estavam realmente envolvidos com o uso de drogas ou se simplesmente a forneceram a seus “convidados”.

As consequências da “Noche Loca”

Dado que os jornais e a mídia local criticaram os jogadores por organizarem essa festa, obviamente haveria alguma reação, certo? Bem, seria esperado que os jogadores sofressem alguma consequência pelos seus atos, mas o técnico mexicano não apresentou nenhuma ação disciplinar. Na verdade, ele defendeu seus jogadores frente a mídia, alegando que isso não foi feito durante o torneio. Além disso, ele os defendeu ainda mais ao dizer que eles não violaram nenhuma regra do time, não faltaram aos treinos e não foram incapazes de atuar em nenhuma partida como resultado de suas ações.

Seleção do México tira foto na Copa do Mundo na Rússia, partida foi disputada entre México e Brasil.
Seleção do México tira foto na Copa do Mundo na Rússia, partida foi disputada entre México e Brasil.

Como isso foi feito no tempo livre dos jogadores, o técnico basicamente lavou suas mãos em relação ao incidente, apesar do fato de a mídia global também ter coberto a história. De fato, as palavras exatas do Secretário-Geral da Federação Mexicana foram: “um dia de folga é um dia de folga”. Dessa maneira, embora ele não tenha elogiado os jogadores envolvidos nessas ações, ele também não os condenou pela festa. A verdade é que, eles estavam fora do horário de trabalho, não é mesmo?. Dito isso, eles apenas escolheram passar seu tempo livre encenando uma orgia de proporções épicas.

Além dessas breves interações com a mídia após o evento, o incidente nunca mais foi realmente destacado pela imprensa mexicana. E sendo honesto, com a Copa do Mundo chegando, a mídia não queria gastar seu tempo atacando os jogadores. Em vez disso, eles voltaram sua atenção para apoiar os jogadores antes da Copa do Mundo de 2018.

Como foi o desempenho do time após orgia?

Sejamos honestos, uma orgia movida a drogas provavelmente não é a melhor maneira de se preparar para uma Copa do Mundo. Bom, isso certamente não está no cardápio de um ultra profissional como Cristiano Ronaldo. No entanto, muitos dizem que diferentes coisas funcionam para diferentes pessoas, e a equipe mexicana foi para a Rússia tendo aproveitado um pouco de liberdade. Então, qual foi o resultado dessa festa de 24 horas para a seleção mexicana durante a Copa do Mundo de 2018? Por incrível que pareça, funcionou muito bem.

Vamos te dar um resumo das performances do time na Rússia, apesar dos preparativos “pouco ideais”.

Dado que a Alemanha havia vencido a Copa do Mundo anterior em 2014, ninguém esperava que o México vencesse este jogo. No entanto, a Alemanha havia perdido alguns grandes craques devido à aposentadoria do futebol internacional. Em contraste, o México tinha uma equipe relativamente jovem, como comprovado pela festa de 24 horas! E quando eles jogaram contra a Alemanha na partida de abertura do grupo, quaisquer efeitos colaterais da orgia pareciam ter passado. O México arrasou a Alemanha e conseguiu a vitória por 1 a 0. Isso selou 3 pontos para o México apenas duas semanas após a famosa festa.

Depois de vencer os atuais campeões, os mexicanos estavam animados. E desta vez não era por conta das prostitutas, das drogas ou do álcool. Em vez disso, foi realmente por fazer o que eles estavam lá para fazer – vencer partidas de futebol. Com isso, quando eles entraram no jogo contra a Coreia do Sul, ficou claro que o time estava cheio de confiança. Eles pareciam confortáveis com a bola e tinham a coragem de tentar passes e chutes ousados. Isso resultou em mais uma vitória na fase de grupos, com o México vencendo por 2 a 1.

Indo para o terceiro jogo do grupo, o México deve ter se sentido invencível. Foi também a única equipe do grupo a acumular 6 pontos nessa fase. No entanto, como o México já havia se classificado para as oitavas de final, eles não mostraram tanta intensidade contra a Suécia quanto nas duas partidas anteriores. Por causa disso, o México sofreu uma derrota bastante forte nas mãos da Suécia. O jogo terminou 3 a 0.

Mas como eles conquistaram 6 pontos e venceram a Alemanha no jogo de abertura, mesmo que a Alemanha vencesse a Coréia do Sul, o que não aconteceu, o México ainda avançaria. Por outro lado, se eles tivessem se esforçado um pouco mais e garantido pelo menos um ponto, o México teria evitado o time que os esperava nas oitavas de final.

O Brasil terminou em primeiro lugar no Grupo E. E como o México terminou como vice-campeão do Grupo F, foi sorteado contra o pentacampeão mundial. Claro, este foi um jogo de pesadelo para o México, especialmente devido à força da seleção brasileira. O México foi posteriormente derrotado pelos brasileiros, mesmo que o placar final tenha sido apenas 2 a 0. O Brasil dominou o jogo em todas as áreas e, graças aos gols de Coutinho e Neymar, os mexicanos foram dispensados.

Quanto à Suécia, eles tiveram que jogar contra a Suíça. E acontece que eles conseguiram vencer a Suíça por 1 a 0 e avançar para as quartas de final da Copa do Mundo. Não se ouviu muito dos mexicanos logo após a Copa do Mundo. Então, se eles voltaram para a Cidade do México para uma festa pós-torneio continua sendo um mistério!

Juliano Garcia Juliano Garcia

Apaixonado por esporte, sou um dos criadores do Minha Torcida.