Germán Cano assume protagonismo na Libertadores e atinge feito surreal no Fluminense

O centroavante argentino tem feito a diferença desde que chegou ao Tricolor. Germán Cano provou sua importância para o Fluminense

Na última quarta-feira (27), o Fluminense empatou com o Internacional por 2 x 2, no Maracanã, pelo jogo de ida da semifinal da Libertadores. Com o resultado, a equipe de Fernando Diniz precisa de uma vitória na volta para chegar à decisão do torneio.

E quem foi o destaque da partida foi Germán Cano, que colocou a bola debaixo do braço e decidiu a parada para o Tricolor. O artilheiro argentino marcou os dois gols do time e manteve o sonho vivo de avançar à finalíssima da Glória Eterna.

Em meio a esse cenário, uma situação chamou a atenção da web. Isso porque Cano assumiu o protagonismo na Copa Libertadores e atingiu um feito surreal vestindo a armadura do Fluminense.

Germán Cano faz a diferença no Fluminense

Tudo começou quando o centroavante abriu o placar na semi contra o Inter após receber um passe açucarado de John Kennedy dentro da grande área. O gol do Flu aconteceu no momento em que o adversário vinha pressionando a defesa de Diniz.

No final do 1º tempo, Samuel Xavier acabou sendo expulso após receber dois cartões amarelos, complicando a vida do Tricolor na decisão. Não à toa, o Colorado partiu para cima e conseguiu virar para 2 x 1.

Foi então que Germán Cano apareceu novamente para salvar o Fluminense, aproveitando um cabeceio de Nino dentro da pequena área depois de um escanteio bem batido.

Por conta disso, o argentino disparou na artilharia da Libertadores, já que balançou as redes 11 vezes nesta edição do torneio em apenas 10 jogos, além de ter concedido uma assistência.

Mais do que isso, outra estatística surpreendeu os torcedores do Flu. O atacante de 35 anos precisou de apenas um toque na bola em seis dos seus 11 gols na competição da Conmebol.

Cano é conhecido no futebol brasileiro por ser um goleador nato, que costuma dar trabalha para as defesas rivais e não pode ser desmarcado. O centroavante é mortal e costuma precisar de poucas chances para marcar gols.

Vale lembrar que o argentino também está próximo de igualar Fred na artilharia histórica do Tricolor na Libertadores. Germán Cano balançou as redes 14 vezes pelo Flu no torneio, enquanto o artilheiro brasileiro marcou 15 gols.

Matheus CristianiniMatheus Cristianini

Jornalista de 23 anos formado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Passagens por Rádio Unesp FM, Antenados no Futebol e Bolavip Brasil. Apaixonado por tudo o que envolve o futebol. Tanto dentro, quanto fora das quatro linhas.