Depois do Ministério da Saúde do país liberar os clubes para a volta as atividades, agora os espanhóis estão muito próximos de uma retomada do futebol. Mesmo com apenas uma semana de atividades físicas nas sedes dos clubes, a LaLiga já tem ideia de quando poderá reiniciar a disputa do Campeonato Espanhol.

De acordo com as últimas informações vindas do país, se tudo transcorrer conforme o planejado, o futebol na Espanha deverá ser retomado em junho, obviamente, seguindo um extenso protocolo de "Retorno" - como está sendo chamado pelas autoridades e clubes o documento de restrições e controle da COVID-19 no futebol.

Antes de liberar a volta aos treinos, todos os jogadores passaram por testes para a COVID-19 e os que testaram negativo, puderam voltar às atividades nos Centros de Treinamentos, já os que detectaram positivo - aqui no caso cinco atletas, permanecerão em quarentena, passando por novos testes nos próximos dias, só retornando as atividades quando testarem negativo "duas vezes" para o novo Coronavírus.

Javier Tebas - presidente de Laliga
Javier Tebas - presidente de Laliga

De acordo com o protocolo espanhol, os clubes ficam responsáveis por comunicar aos seus funcionários sobre os sintomas da doença e também detalhes sobre procedimentos de teste e instruções sobre como se deslocar para as sessões de treinamentos.

Com o retorno das atividades, a liga espanhola tem como ideia além de oferecer entretenimento a 2,7 bilhões de pessoas, ainda impulsionar a economia do país com a volta do futebol na região, uma vez que essa atividade corresponde a 1,37% do PIB da Espanha, gerando 185.000 empregos.

"O retorno do futebol na região é um sinal de que a sociedade está progredindo em direção ao novo normal. Ele também trará de volta um elemento da vida que as pessoas na Espanha e em todo o mundo conhecem e amam. Essa é uma abordagem em fases e nosso retorno não estará completo até que as pessoas voltem às arquibancadas", declarou Javier Tebas - presidente da LaLiga.