Guardiola em entrevista fala de sua vida e de seu amor pelo City

"Serei Manchester durante o resto da minha vida. Serei torcedor do City e com isso será impossível comandar outra equipe como os Citizens na Inglaterra", declarou Pep Guardiola em entrevista.

Por
Compartilhe

Em entrevista a rádio inglesa “BBC5”, Pep Guardiola – treinador do Manchester City além de falar um pouco de sua vida pessoal, revelou que dificilmente treinaria outra equipe inglesa. Guardiola também lembrou do drama vivido pelo meia David Silva, que teve seu filho internado com sérios problemas.

Pep Guardiola - treinador do Manchester City, pai, marido e amigo.Pep Guardiola - treinador do Manchester City, pai, marido e amigo.

Além desses assuntos, o comandante técnico dos Citizens também falou sobre o atentado terrorista que ocorreu em Manchester, no ano de 2017.

“Quando aconteceu o ataque, eu estava em casa, com meu filho e minha família. Minha esposa me ligou e a chamada caiu. Só deu tempo para ela me dizer que algo tinha acontecido e que estavam correndo. Tratamos então de ligar de novo, mas a chamada não se completou. Fomos ao estádio e depois de cinco ou seis minutos, ela me retornou a ligação, quando me disse que estava voltando para casa. Tivemos muita sorte; mas muitos outros sofreram”, lembrou.

Sobre o drama de David Silva, o técnico espanhol falou sobre o filho do jogador.

“Mateo lutou por sua vida durante vários meses e nós dissemos ao David que ficasse com ele, pois não tinha problemas. Declaramos a ele que estaríamos lá para o que der e vier. David Silva é um cara incrível, forte, creio que está mais maduro. Tenho a sensação que ri mais agora, que conversa mais. Foi fantástico ver esse final feliz em sua vida, depois de momentos difíceis”.

Já sobre o questionamento se treinaria outra equipe na “Premier League” ele foi enfático.

“Serei Manchester durante o resto da minha vida. Serei torcedor do City e com isso será impossível comandar outra equipe como os Citizens na Inglaterra. O carinho que tenho por todos, pelo clube e pelo mesmo que recebi aqui, é incrível. Quando me perguntam o que quero ser, respondo dizendo que quero ser querido”, encerrou o técnico espanhol.

Comentários