Javier Tebas - presidente de LaLiga sai em "defesa" de Barcelona e Real Madrid, ao afirmar que não irá punir os dois clubes por conta da criação da Superliga Europeia. Em coletiva pública, o dirigente máximo do futebol espanhol, afirmou que irá buscar por medidas que possam proteger as ligas nacionais.

Segundo ele, a Superliga da forma que foi apresentada, não será uma ameaça aos torneios nacionais, dando uma alfinetada nesta, onde disse que se o projeto fosse bom, não seria criado de forma clandestina.

"Não estamos falando em sanções. O mais importante é que eles foram punidos pelos torcedores, que provaram que os clubes não estavam fazendo um favor para o futebol europeu. Acredito que temos que realizar medidas protetoras para que isso não ocorra novamente", declarou o mandatário da Federação Espanhola de Futebol.

Barcelona e Real Madrid

Vale aqui salientar que o Real Madrid, em nome de seu presidente, é um dos criadores desta "Superliga da Europa", onde o mesmo contou com o apoio da direção do Barcelona, sendo esses os dois clubes que permaneceram vivos dentro deste projeto que chegou a contar com mais dez gigantes do futebol do Velho Continente. Mas nem por isso e mesmo não concordando com a competição defendida tanto por Barcelona como por Real Madrid, é que Tebas irá puni-lo dentro de LaLiga.