O assunto que vem tomando conta da mídia esportiva europeia promete ainda dar "muito pano pra manga"; sim também estamos falando da Superliga Europeia - torneio esse criado por 12 times do "velho continente" que pode revolucionar o futebol no continente ou acabar com ele; depende o ponto de vista!

Além desses que você já conhece quem são, saberia me dizer quais outros clubes foram convidados para participar deste torneio e por fim acabaram recusando o convite? Acredito que não sabe responder a essa pergunta, mas calma, eu respondo ela pra você.

Contrários

Com o futebol da Europa dividido entre os 12 clubes que querem criar a Superliga e aqueles que são contrários, tem aqueles que como já declaramos acima, foram convidados e não aceitaram participar; saiba agora quem são eles:

Times que recusaram participar da Superliga Europeia

  • Bayer de Munique: O atual campeão continental é contrário a criação deste novo torneio independente no "velho continente", onde em nota, deixou bem clara a sua posição, não aceitando o convite para participar.
  • Borussia Dortmund: Outro clube alemão contrário a Superliga, onde esse se junta ao outro gigante do país contra o torneio que está dando o que falar.
  • Paris Saint-Germain: Em nome de seu presidente - Nasser Al Khelaifi, o PSG já deixou bem claro que não entrará nesta competição, nem como participante, nem mesmo como possível fundador.
  • Ajax: O gigante holandês é outro clube contrário a criação da Superliga Europeia, onde em nome de seu presidente, se diz "completamente surpreso e desapontado com o anúncio de uma possível Superliga".
  • Benfica: Um dos gigantes portugueses, o Benfica de Jorge Jesus é outro que se junto ao grupo contrário a criação do torneio aqui em destaque.
  • Porto: Assim com as "águias" o Porto é outro português contrário ao torneio, afirmando que chegou a ser procurado para fazer parte do grupo, no entanto, garantiu que não fará parte da Superliga.
  • Roma: Da Itália, a Roma diz que não se juntará a Internazionale, Milan e Juventus na Superliga, onde em nota, o clube diz: "A AS Roma opõe-se veementemente a este sistema fechado, uma vez que vai contra o espírito de jogo que todos amamos".

Assim como podemos perceber, temos aqueles que defendem o projeto e aqueles que são contrários, agora resta saber se o mesmo irá vingar e se a UEFA e a FIFA irão concordar.