O maior evento esportivo do mundo começou oficialmente. Com um ano de atraso por conta da pandemia, as Olimpíadas tiveram no futebol, a estreia da primeira das grandes modalidades. E veio com vitória brasileira, tanto no masculino, quanto no feminino. Entretanto, você sabe quem é o jogador de futebol mais valioso das Olimpíadas? Qual a seleção mais cara?

É justamente por isso, que estamos aqui para te ajudar a responder todas essas dúvidas. Iremos mostrar o top 10 dos jogadores mais caros do evento, além de mostrar a seleção mais valiosa da competição.

Mais caros das Olimpíadas de Tóquio 2020

Jogadores mais valiosos

De acordo com o site especializado Transfermarkt, que é referência na avaliação de mercado de jogadores e treinadores do futebol, o jogador mais valioso desta edição das Olimpíadas no futebol masculino é o meia Pedri, do Barcelona. O espanhol, de apenas 18 anos de idade, é tido como a maior promessa da seleção espanhola no momento. Seu valor de mercado é de 80 milhões de euros (R$493 milhões).

Maior promessa da Espanha no momento, Pedri é o jogador mais valioso das Olimpíadas. (Foto:Divulgação)
Maior promessa da Espanha no momento, Pedri é o jogador mais valioso das Olimpíadas. (Foto:Divulgação)

Em 2º lugar, está o também espanhol Marco Asensio, do Real Madrid. O atacante de 25 anos de idade ainda não é consolidado no time merengue, mas na seleção nacional, desponta como outro grande produto. Seu valor de mercado é de 70 milhões de euros (R$215 milhões).

Confira a lista completa abaixo:

  • Pedri (Espanha): 80 milhões de euros
  • Asensio (Espanha): 70 milhões de euros
  • Oyarzabal (Espanha): 70 milhões de euros
  • Richarlison (Brasil): 55 milhões de euros
  • Kessié (Costa do Marfim): 55 milhões de euros
  • Dani Olmo (Espanha): 50 milhões de euros
  • Pau Torres (Espanha): 50 milhões de euros
  • Diego Carlos (Brasil): 45 milhões de euros
  • Douglas Luiz (Brasil): 35 milhões de euros
  • Bruno Guimarães (Brasil): 30 milhões de euros

Seleções mais caras do futebol masculino nas Olimpíadas

Outro ponto importante no quesito financeiro, envolvendo o fator comercial das seleções envolvidas nas Olimpíadas, é o valor somado das seleções do torneio. Neste mesmo estudo, foi constatado que, levando em consideração o valor de mercado dos jogadores, a seleção mais valiosa das Olimpíadas é a Espanha. A Fúria, levando em consideração o time titular, custa 449 milhões de euros (R$2,7 bilhões na cotação atual).

Em 2º lugar, vem o Brasil, com custo de 245 milhões de euros (R$1,4 bilhão), que tem como jogadores mais valiosos o atacante Richarlison, do Everton, que está avaliado em 55 milhões de euros, além do meia Bruno Guimarães, do Lyon, que tem valor de mercado de 30 milhões de euros. Outro nome bem avaliado é do meia Douglas Luiz, do Aston Villa, que é avaliado em 35 milhões de euros.

Fechando o pódio, temos a Alemanha, que tem custo de 104 milhões de euros (R$635,4 milhões na cotação atual). Seus principais jogadores, em termos de avaliação de mercado o meia Amiri, do Bayer Leverkusen, que está avaliado em 18 milhões de euros, além de Arnold, do Wolfsburg. Este tem avaliação ainda melhor, com seu valor em 19 milhões de euros.

O torneio masculino de futebol nos Jogos Olímpicos tem quatro grupos com quatro equipes cada um, onde os dois primeiros se classificam para as quartas de final, em fase de mata-mata a partir de então.

Disputarão as medalhas de Bronze, Prata e Ouro as seguintes seleções nacionais - no futebol masculino: Alemanha, Africa do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Egito, Espanha, França, Honduras, Japão, México, Nova Zelândia e Romênia.

O Japão - dono da casa aparece no Grupo A, já o Brasil ficará no Grupo D, ao lado de Alemanha, seu rival na final das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, com a conquista inédita do Ouro Olímpico.