Mistério finalizado! Os organizadores da Fórmula 1 anunciaram nesta quinta-feira - 30 de setembro a data para o GP do Catar, que virá a substituir a prova da Austrália, cancelada neste ano por conta da pandemia de COVID-19.

O GP do Catar, que será realizado em Losail, está marcado para o dia 21 de novembro e chega para ficar como o antepenúltimo do calendário da F1 neste ano, antecipando o GP da Arábia Saudita e Abu Dhabi, que encerram o campeonato.

Além de fazer parte do calendário em 2021 da principal categoria do automobilismo mundial, o GP aqui em questão passará a fazer parte do grid de forma regular a partir de 2023, onde esse permanecerá por pelo menos 10 anos, conforme acordo que vem sendo tratado entre as partes.

O circuito que contém 5.380 metros e 16 curvas fica localizado em Losail, conforme já descrito acima, sendo bastante conhecido pelos pilotos do Mundial de MotoGP, onde faz parte deste calendário desde 2004. Além disso, o mesmo também já fez parte do Mundial de Superbike e do WTCC.

Segundo a nota emitida pela F1, o GP do Catar nesta temporada será um paliativo, visto que as discussões sobre a sua presença no calendário a partir de 2023 ainda serão definidas em "outro momento".

"Há um desejo forte do Catar em estender a mão à Fórmula 1 e, no curso deste processo, a visão para uma parceria longa foi discutida e acordada por um período de dez anos. O passo de ajudar a F1 em 2021 para uma estratégia de longo prazo foi curta e simples. E a visão da F1 em ser uma demonstração para o Catar após a Copa do Mundo de 2022 foi a força motriz por trás deste longo acordo", disse a principal categoria do automobilismo mundial em comunicado.

GP da Austrália

Lembramos que o cancelamento do GP da Austrália se deu em julho, onde na época os mesmos deram como desculpa para a saída da prova do calendário 2021, as dificuldades de entrada e a obrigação de uma quarentena de 14 dias para todo e qualquer passageiro que desembarcar no país, tendo então o circuito do Catar vindo a ser o substituto para esse ano.