Final da Copa do Brasil 2023: flamenguistas buscam a ‘redenção’

Ainda faltam 90 minutos para descobrirmos quem será o campeão na final da Copa do Brasil 2023. A bola rola neste domingo (24), entre São Paulo x Flamengo e o pontapé inicial acontecerá às 16h (horário de Brasília), no estádio do Morumbi.

Diante do atual momento do time carioca e da decepcionante apresentação no primeiro jogo da final da competição no Maracanã, muitos flamenguistas se encontram envolvidos pelo sentimento de desolação e inconformismo. No entanto, em meio a essa atmosfera, alguns torcedores escolheram abraçar a esperança e acreditar que é possível reverter.

Nesse cenário de incertezas, em que as dúvidas e críticas se acumulam, há aqueles que enxergam uma luz no fim do túnel. Vale lembrar que o São Paulo jogando em casa tem a vantagem do apoio da torcida, além de ter em mãos a vantagem do empate. Porém, o Flamengo vem determinado a reverter a situação e complicar a vida dos tricolores.

A fé na capacidade do time de superar as adversidades e alcançar a virada final continua a arder no coração desses flamenguistas dispostos a apoiar incondicionalmente. Assim como fizemos no jogo de ida, o Minha Torcida resolveu repetir e conversar com os torcedores rubro-negros, abaixo dividiremos os melhores relatos.

Acreditar na virada na final da Copa do Brasil é preciso

No meio dessa fase conturbada do Flamengo, só paixão para continuar apoiando o time. No último domingo (17), torcedores que presenciaram a decepção no Maracanã vão estar no Morumbi para seguir apoiando o time, independente da fase.

“A festa foi incrível, mas os ingressos caros atraíram mais torcedores elitizados que se preocupam mais em fotografar do que cantar. Infelizmente, os ingressos estavam absurdamente caros, mas é a reciprocidade. Além de viajar de longe e gastar dinheiro contado, ser sócio-torcedor não traz muitos benefícios. O time parece não estar tão empolgado com a final. É o amor pelo time que nos faz suportar tudo isso”.

De fato, devido as duas torcidas organizadas de São Paulo e Flamengo serem consideradas parceiras/aliadas, o clima da final foi amistoso e teve até torcedor flamenguista próximo aos rivais:

Estive próximo à torcida do São Paulo, no setor sul, e a festa era linda. No entanto, durante o jogo, a torcida rubro-negra não cantou muito, talvez devido ao calor ou à tensão. O time também não deu motivos para empolgar. Estamos indo para São Paulo com esperanças de uma recuperação do Arrascaeta ou que BH e Gabigol brilhem. O placar de 1 x 0 é o menor dos problemas, e nós, flamenguistas, acreditamos na virada. Quanto à proibição de cerveja, vamos ter que nos refrescar com muita água”, concluiu.

Torcedor J.Guilherme 

Uma dupla viagem e 640km de estrada para final da Copa do Brasil

O torcedor encarar aproximadamente 160km de estrada para acompanhar o Mengão na final, no Maracanã e ver o time não render em campo,  desanima qualquer um. Fora que é compreensível acabar se sentindo “enganado” com uma derrota em casa diante de 60.390 rubro-negros, um recorde de torcedores pagantes na história do futebol brasileiro.

No primeiro jogo da final da Copa do Brail, fui revoltado e voltei ainda mais para casa. O Flamengo parecia irreconhecível, sem oferecer sequer uma finalização durante todo o primeiro tempo. O placar de 1 x 0 a favor do São Paulo ficou barato, diante do desempenho pífio”, desabafou.

Vale ressaltar que para presenciar esse evento em São Paulo muitos torcedores terão que percorrer um longo caminho pela frente. Então, o mínimo que esperam é dedicação.

Serão mais ou menos 640 km. Eu vou sair de Rio das Ostras de carro na sexta-feira (22), até o Rio de Janeiro e retirar o ingresso, de lá pegarei um ônibus na rodoviária para a capital paulista. Como se não bastasse esses gastos, tem os preços altíssimos dos ingressos, inflacionados pela diretoria do Flamengo na partida de ida, na volta com o São Paulo sendo recíproco complica para nós torcedores”, contou Igor.

Arrascaeta foi ausência no jogo de ida da final da Copa do Brasil, devido a uma lesão no bíceps femoral da perna esquerda, sofrida no jogo contra o Internacional, no Brasileirão. A princípio, a previsão era de que o meia não atuasse nos dois jogos decisivos, porém sua recuperação foi rápida e ele estará disponível para alegria da torcida rubro-negra. Em caso de título, o uruguaio pode empatar com Zinho e Roger Machado, como jogador com mais títulos na Copa do Brasil.

Tenho esperança na volta de Arrascaeta, que pode ser a peça-chave para uma virada do Flamengo. No segundo tempo do último jogo, o São Paulo demonstrou sinais de cansaço, o que pode dar ao time carioca uma chance de se recuperar. A presença de Arrascaeta em campo eleva a confiança, apesar da bagunça que parece reinar no time. A final da Copa do Brasil promete emoções intensas, e os torcedores estão ansiosos por uma reviravolta”, concluiu o torcedor flamenguista.

Torcedor Igor

A confiança na redenção move a nação rubro-negra

Um típico torcedor que independente do momento que o clube atravessa, não o abandona. O entrevistado marcou presença em quase todos os jogos e aponta em detalhes o início da ‘crise' interna no Flamengo.

Em 2023, acompanhei 37 jogos do Flamengo, com 10 deles sendo fora de casa. Os problemas no Flamengo começaram em novembro, quando não renovaram com Dorival. Em seguida, os jogadores tiveram cerca de dois meses de férias. A escolha de Vitor Pereira como treinador foi uma mudança grande, já que ele tem um estilo defensivo e prefere o jogo posicional. Infelizmente, isso resultou em perdas no início do ano devido a esses erros”.

Com um olhar apurado, Dedeco conseguiu resumir de forma simples o que uma grande parte da torcida pensa em relação a fase que o Flamengo vem vivenciando.

“A insatisfação não parou por aí. A diretoria contratou Sampaoli, um treinador conhecido por suas decisões instáveis e improvisações desnecessárias, mantendo o mesmo estilo posicional de Vitor Pereira, Paulo Sousa e Domenec. Além disso, a maioria dos jogadores não estão bem, exceto Pulgar e BH”, desabafou.

Final da Copa do Brasil
Fotos: Gilvan de Souza/Flamengo

Um ponto recorrente citado nas entrevistas são os valores abusivos nos ingressos, mesmo cientes que o Tricolor usou a reciprocidade com o Flamengo, o inconformismo com a diretoria do clube carioca se mantém. Visto que seria o momento ideal para abraçar os torcedores que estão sempre apoiando o “mais querido”.

“A diretoria demonstrou falta de firmeza em suas decisões, e os ingressos para os jogos estão com preços elevados. Farei a viagem para São Paulo com meu sobrinho, o que envolve gastos com hotel, passagens de ônibus do Rio de Janeiro para São Paulo e mais os dois ingressos para final da Copa do Brasil, por volta de R$ 3 mil reais. Acredito que é possível o Flamengo reverter a desvantagem”, finalizou.

Torcedor e Youtuber, Dedeco

Tity Marx Tity Marx

Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.