Depois de duas análises, a Federação Internacional de Automobilismo - FIA conferiu que a asa traseira da Mercedes não precisará ser modificada nas duas últimas corridas da temporada 2021.

A conferência se deu por conta de um pedido da Red Bull Racing, após a escuderia alemã ter vencido as duas últimas provas.

A informação é do site alemão "Auto Motor und Sport", que indicou que não haverá alterações na asa traseira da Mercedes nos GPs da Arábia Saudita e Abu Dhabi.

Pedido da Red Bull Racing a FIA

A RBR fez o pedido em vista ao fato de que a parte inferior da asa da Mercedes, que estava descendo em retas, criando um pequeno efeito DRS, poderia dar vantagem para a equipe, sendo inclusive testada no Catar, onde as mesmas foram imediatamente testadas de uma nova forma.

Teste da FIA na Mercedes

O teste realizado nas últimas semanas constituiu pendurar um peso de 35 quilos na asa traseira para ver até onde poderia dobrar, porém, um novo teste não está excluído em 2022, uma vez que a FIA entende que muitas equipes tentarão ganhar vantagem na reta com uma asa traseira móvel.

O argumento utilizado pela Federação para não realizar novos testes em 2021 é o prazo para o final da temporada e assim não atenderá o desejo da Red Bull Racing, que gostaria que a FIA fizesse mais testes com a equipe rival.

Temporada 2021 da F1

Com apenas duas provas para o final da temporada 2021, com os GPs da Arábia Saudita e Abu Dhabi, Max Verstappen e Lewis Hamilton estão separados por apenas 18 pontos, com 50 em jogo.