Como assim? Mal anunciou sua saída da Fórmula 1 e já fala em retorno. Sim, essa é a Honda, que segundo seu chefe maior dentro da categoria, poderá em breve retornar.

As declarações foram dadas por Gabriel Gavinelli - que comentou as manifestações da Honda nos últimos dias.

Segundo a fabricante japonesa de motores, ela poderá retornar a Fórmula 1 em 2026, quando a categoria terá alterações nesse setor, porém, a fabricante japonesa por hora se despede da F1 neste ano.

Discussão entre Mercedes e RBR por quantidade de Motores

Vale aqui salientar que o chefão da Mercedes - Toto Wolff discordou da RBR sobre a quantidade de motores na F1, que penalizam pilotos que usarem mais de três forças motrizes durante uma temporada.

Enquanto Horner é contra essa limitação, Wolff não vê da mesma forma.

"Acho que o sistema de penalidades sobre as unidades de potência é bastante robusto. Porque o que precisamos evitar, é que estamos construindo unidades de potência que têm desempenho máximo por apenas algumas corridas e se você mudar as regras e disser "ok", não haverá penalidades de grid para os pilotos, mas apenas perda de pontos no campeonato de construtores. Isso significa que as equipes, se você estiver em uma luta por um campeonato de pilotos, irão colocar novos motores naquele carro", destacou ele.

Próximo GP do calendário 2021 da F1

A próxima etapa do calendário 2021 da Fórmula 1 será no dia 07 de novembro, com o GP do México, a ser realizado na Cidade do México, a partir das 16h (de Brasília), com transmissão ao vivo pelo grupo Band.