‘Tiro, porrada e bomba’, ex-Seleção Brasileira saca arma em discussão e acaba preso

Foi confirmado nesta semana que o ex-jogador do São Paulo e Barcelona, Douglas Pereira, foi preso em flagrante após sacar uma arma em uma discussão em Brasília. O lateral direito que se encontra sem clube no momento, também teve passagem pela seleção brasileira em 2009, pelo sub-20, onde se consagrou campeão no Campeonato Sul-Americano.

Entenda a prisão do ex-Seleção Brasileira

Segundo informações divulgadas, o caso aconteceu no dia 21 de abril, onde Douglas participou de um passeio de lancha no Lago Paranoá, fazendo consumo de bebida alcoólica e tendo se desentendido com membros da mesma embarcação. Sendo assim, foi quando o lateral direito sacou a arma e disparou ao alto.

 “Já em terra firme, próximo do horário de fechamento da marina, um segurança do estabelecimento pediu que eles deixassem o local. Douglas foi até o estacionamento onde estava seu carro e efetuou o disparo”, disse o documento policial.

Na sequência, Douglas Pereira tentou se livrar da arma que estava registrada no nome de sua mãe, uma Glock modelo G28. Os seguranças do local chamaram as autoridades locais, onde o jogador negou tudo de início, mas quando a polícia revistou seu carro achou uma cápsula calibre 380 próxima ao veículo, não foi possível mais continuar a fugir da verdade.

Classificação do crime

Diante disso, o ex-jogador do São Paulo e Goiás, está sendo acusado de pela 9ª Promotoria de Justiça Criminal de Brasília por posse e uso ilegal de arma de fogo permitida, de acordo com os artigos 14 e 15 da Lei 10.826, de 22 de dezembro de 2003, também conhecida como Estatuto do Desarmamento'. Além disso, Douglas terá que cumprir algumas medidas enquanto o processo acontece como ir a todas as etapas do processo e não mudar de endereço sem antes informar a 5ª Vara Criminal de Brasília.

Carolina Castro Carolina Castro

Tenho 25 anos e sou formada em jornalismo. Desde criança desenvolvi o gosto por esporte e por isso escolhi ser jornalista. Foi a profissão que me deixou mais próxima daquilo que mais amo: falar e escrever sobre esporte.