Depois de Lewis Hamilton desperdiçar a chance de voltar ao topo do Mundial de Pilotos da F1, com um erro na relargada do GP do Azerbaijão, Mike Elliott - Diretor de Tecnologia da Mercedes revelou que a escuderia planeja modificar algumas coisas no volante para evitar novos acionamentos "acidentais" do referido "botão mágico".

"Depois de conversar com Lewis no dia de ontem, eu percebi que ele se sente culpado pelo que ocorreu. Mas a realidade é que o Lewis erra tão pouco, o que o difere do resto do grid, que é nosso trabalho dar a ele um carro em que seja ainda mais difícil de cometer erros", declarou o engenheiro.

De acordo com o Eliott, a Mercedes é a grande responsável pelo "incidente" que viu o piloto passar direto na primeira curva após a relargada no último GP, em Baku.

Assim sendo, o engenheiro declarou que essas alterações já serão realizadas para a próxima corrida, que será disputada na França, no dia 20 de junho.

"Precisamos assumir nossa responsabilidade nessa questão. Precisamos também entender como podemos melhorar para já aplicarmos isso no próximo GP", seguiu comentando Eliott.

Para esse, Lewis Hamilton fez praticamente tudo certo na relargada, onde buscou se defender de Pérez, no entanto, acabou esbarrando no "botão mágico", que o tirou da disputa do primeiro lugar.

"Ele relargou muito bem e colocou o carro ao lado de Pérez, que se defendeu. Nesse processo de ir para o lado, ele acabou tocando no botão, mas sem perceber. Então ele não fazia ideia de que teria problemas. No momento em que ele freou, que é o local normal de frear, ele colocou toda carga do carro nos pneus da frente, o que fez com que eles travassem, deixando ele sem opções a não ser passar reto" finalizou.

Próximo GP do calendário 2021 da F1

Lembramos que a próxima prova do calendário deste ano da F1 será na França, no dia 20 de junho; algo que contaremos aqui em outra oportunidade com maiores detalhes.