O Internacional parece que virou a casa da "Mãe Joana", onde todo mundo mete o "bedelho". Depois do ex-técnico da Seleção Brasileira detonar o trabalho de Miguel Ángel Ramírez, agora chegou à vez de Paulo César Carpegiani demonstrar sua revolta com o trabalho desempenhado pelo técnico espanhol.

Em entrevista a Rádio Bandeirantes na tarde desta última quarta-feira, Carpegiani que fora revelado pelo clube gaúcho - assim como Dunga, não poupou palavras quanto ao trabalho desempenhado por Ramírez a frente da equipe colorada.

O ex-astro do Inter e atualmente técnico de futebol (desempregado no momento), afirmou nesta entrevista que não existe explicação para o espanhol não ter repetido o time em nenhum dos jogos por ele comandado pelo clube gaúcho.

"Eu sou totalmente contrário a um treinador fazer um contrato de mais de um ano. A multa prejudica o clube. O simples fato de não repetir a escalação, em 22 ou 23 jogos, no meu modo de vista não tem explicação", disse ele.

Que emendou:

"O não comparecimento da torcida nesse momento é um grande radicado ao treinador, que ganha um pouco mais de tempo, não sei até quando, mas é necessário uma conversa treinador e direção".

Como puderam perceber acima, para Carpegiani o fato desses jogos não contarem com a presença dos torcedores nas arquibancadas, ajudam na permanência de Ramírez a frente da equipe colorada, que encontra-se bastante pressionado pelo mau momento vivido pelo time na temporada 2021.

Ainda mais após dois jogos sem vencer no Brasileirão e pela goleada sofrida na última rodada, por 5 a 1, diante do Fortaleza.

Ramírez ausente das próximas partidas

Não, o treinador pelo menos por hora não fora demitido, mas sim diagnosticado com a COVID-19, desta forma ele ficará de fora dos três próximos compromisso do Inter, o primeiro diante do Vitória, nesta quinta-feira, pelo jogo da volta da terceira fase da Copa do Brasil, que ocorre no Beira-Rio, às 21h30.