Darvin Ham diz não ter pressão em ser o novo treinador do Los Angeles Lakers

O ex-jogador que virou um respeitado assistente técnico em 2011, inicia sua primeira experiência agora como técnico principal na NBA. Darvin Ham assinou contrato de quatro anos para ser o novo comandante e tem o desafio de recuperar o trio de astros após temporada abaixo do esperado.

História de Darvin Ham

Aos 48 anos, Ham inicia sua primeira experiência como principal técnico de uma equipe da NBA. Depois da carreira de oito temporadas como jogador, o ex-ala trabalhou por três anos na liga de desenvolvimento. Na sequência, foi assistente nos próprios Lakers. Desde 2013, trabalhava ao lado do técnico Mike Budenholzer no Atlanta Hawks e no Milwaukee Bucks, onde ajudou o time a conquistar o título de 2020-2021.

Sobre Russell Westbrook

Após apresentação como novo comandante do Los Angeles LakersDarvin Ham respondeu questões sobre Russell Westbrook. O astro teve dificuldades de encaixe em seu primeiro ano e foi o rosto de uma temporada abaixo da crítica dos Lakers, que terminaram em 11º lugar na Conferência Oeste e não disputaram ao menos o play-in.

Russ é um dos melhores jogadores que esta liga já viu e tem muito gás ainda no tanque. Não sei por que as pessoas tentam consertá-lo. Minha abordagem com ele é a que eu faço com todo jogador que já encontrei. Vamos falar sobre hábitos de movimentação, com e sem a bola, e sobre o ritmo do time. Tentar estabelecer um ritmo com LeBron, Russ e AD [Anthony Davis]. Dividir a carga ofensivamente e defensivamente. Defensivamente, é onde vocês vão ver nossos maiores saltos – afirmou o novo técnico.

Relação de Darvin Ham com a pressão

Ham substituiu Frank Vogel, que permaneceu no cargo por três temporadas e conquistou o título de 2020, na bolha da Flórida. Questionado sobre as pressões por ser um novato e iniciar a trajetória numa franquia com exigência permanente de títulos, o novo comandante contou uma história passada em sua adolescência.

– Eu cresci em Saginaw, Michigan. Fui atingido por uma bala no rosto por acidente em 5 de abril de 1988. Quando você passa por algo assim, você tem dois caminhos: ou te deixa cheio de medo ou sem medo nenhum. Me deixou sem medo nenhum. Não sinto nenhuma pressão. É basquete. Você pode falar sobre militares pelo mundo, lutando por democracia. Isso é pressão. Isso aqui é um desafio. É algo que pode ser navegado – concluiu o 28º técnico da história de 74 anos dos Lakers.

De agora sobre o Lakers

Decerto, o Los Angeles Lakers começou a temporada como um dos favoritos ao troféu. No entanto, surpreendeu com a eliminação antes mesmo do play-in, na 11ª posição da Conferência Oeste. Por conseguinte, o técnico Frank Vogel foi dispensado após três temporadas e um caneco de campeão (2020).

Por fim, outras mudanças podem ocorrer na offseason. A saber, uma possível saída do Russell Westbrook está incluída. O astro tem a opção de mais um de contrato com os Lakers no valor de 47 milhões de dólares, mas pode assinar e ser trocado. Todavia, outros vets ficaram sem contrato, como Dwight Howard, Carmelo Anthony e DJ Augustin, e também podem não retornar.

Foto destaque: Divulgação/NBA
Sou dicente em licenciatura de Literatura Inglesa no momento. Ao fim da discência, curso superior de jornalismo, aqui vou eu! Amante de esportes - especialmente futebol - e o que [...]

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.