“Tive medo”, TV detalha depoimento de mulher que acusa Daniel Alves de estupro

O canal de TV espanhol Cuatro teve acesso ao novo depoimento da mulher que acusa o jogador brasileiro Daniel Alves de estupro em uma boate na cidade de Barcelona, no dia 30 de dezembro de 2022. O conteúdo relata o sentimento de medo e choque obtido pela jovem.

Conforme a vítima, o lateral se aproximou e perguntou se a mulher não o conhecia. Com a resposta negativa, Daniel disse ser “jogador de petanca de L’Hospitalet” — petanca é um esporte que se assemelha a bocha.

Daniel Alves acusado de estupro

Segundo o programa, a jovem de 23 anos contou aos investigadores que o atleta levou a mão dela e colocou em suas partes íntimas antes mesmo de entrar no banheiro da discoteca onde, segundo ela, houve o abuso. O atleta nega ter cometido o crime.

Lembro que pegou na minha mão e a pôs nas suas partes baixas. Voltou a me dizer para irmos embora. Eu disse ‘não'. Comecei a ter muito medo e pensei: ‘E se ele põe alguma coisa na minha bebida? E se faz alguma coisa à minha amiga?' Pensei de tudo em muito pouco tempo”, disse a mulher no depoimento, cuja data não foi especificada pela TV.

Além disso, a mulher negou saber que a área para a qual o jogador a chamou, na sequência, era um banheiro da boate.

Em nenhum momento eu soube para onde estava indo. Lembro de ir atrás dele. Nesse momento, pensei: ‘Certeza que é uma porta para a rua ou uma sala VIP ou outra zona da discoteca'. Ele abriu a porta e só quando entrei é que vi onde me estava me metendo. Vi que era um banheiro pequeno, minúsculo”, disse.

Entenda o caso

Em 30 de dezembro de 2022, Daniel Alves teria estuprado e agredido sexualmente uma jovem em um banheiro da área VIP da casa noturna Sutton. A mulher, que não teve sua identidade divulgada, procurou os seguranças da balada e as amigas após o ocorrido. A polícia catalã foi acionada e colheu depoimento da vítima.

O relato da jovem batia totalmente com as imagens registradas pela câmera de segurança do local, onde o jogador teria agredido sexualmente a mulher. Além disso, a mulher descreveu com detalhes uma tatuagem entre o abdômen e o pênis do jogador.

Inconsistências nas versões dadas pelo jogador à Justiça, além da possibilidade de fuga da Espanha, fizeram com que Daniel Alves fosse ao dia 20 de janeiro, uma sexta-feira, após prestar depoimento. O Ministério Público pediu a prisão preventiva do atleta de 40 anos, sem direito à fiança.

Raphael Almeida Raphael Almeida

Jornalista 33 anos. Atualmente sou repórter e comentarista na Web Rádio Bate Fundo Esportivo. Redator no portal Minha Torcida com passagens por Premier League Brasil e Futebol na Veia.