Cria da base do Grêmio, Wesley assina seu primeiro contrato profissional

Mesmo com a queda do plantel profissional para a segunda divisão nacional na temporada passada, as categorias de base do Grêmio continuam realizando trabalho de excelência.

Responsável pela formação de, dentre outros jogadores, Everton Cebolinha, Pepê, Vanderson, Matheus Henrique e Arthur, a base gremista permanece lapidando e capitaneando talentos que possam, no futuro, servir ao elenco principal.

Na última segunda-feira, o Grêmio acertou a assinatura do primeiro contrato profissional do lateral esquerdo Wesley, de 18 anos e que atualmente compõe a categoria sub-19. Tido em alto conta pelos integrantes da base do clube, o jogador assinou vínculo definitivo com o Tricolor Gaúcho até o final de 2024.

Mesmo com apenas 18 anos – completados no início de fevereiro – Wesley já possui no currículo passagens por grandes equipes do futebol brasileiro.

Aos 12 anos, quando ainda atuava como centroavante, o atleta atuou pelo Internacional. Após ser dispensado pelo Colorado, já com 14 para 15 anos, Wesley se transferiu ao São José, onde, através da avaliação do técnico Rafael Porto, foi fixado na lateral esquerda.

Mesmo com 15 anos e disputando competição sub-17, Wesley obteve grande destaque na Copa Santiago, chamando a atenção de grandes equipes do futebol brasileiro, como Grêmio, Santos, Avaí e Internacional.

Mesmo com o interesse de outros times, o jogador, juntamente com seu staff, deram preferência ao Tricolor Gaúcho pelo fato do clube ter uma excelente estrutura em suas categorias de base.

A partir da assinatura do primeiro contrato profissional, além de passar a ter vínculo definitivo com o Grêmio até 2024, Wesley teve sua multa rescisória para o mercado do exterior fixada em 30 milhões de euros. O Tricolor Gaúcho é detentor de 50% dos direitos econômicos do jogador. Os 50% restantes estão divididos em 25% para o São José e 25% para os representantes do atleta. Em contrato, o Grêmio poderá adquirir mais 10%, referente à parte do Zequinha, por 100 mil reais.

Acadêmico de jornalismo na UniRitter, entusiasta por futebol e tudo que acontece nesse mundo esportivo