Corinthians vence o Goiás, veja os melhores momentos

Na tarde deste domingo (19), jogando na Neo Química Arena, o Corinthians fez valer o fator casa e venceu o Goiás pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e se aproximou novamente do líder Palmeiras.

1º tempo

O Corinthians foi o dono do 1º tempo. Desde o começo, se impôs em campo, posicionou o time no ataque e rondou a área adversária. Mas encontrou um adversário bastante fechado, com duas linhas fazendo um ferrolho na frente da área. A consequência foi a dificuldade para encontrar espaços – e os transformar em chances de gol. Não por acaso, o Timão foi somando finalizações truncadas, que acabavam ou travadas pela zaga (como em chute de Gustavo Mantuan, aos 11), ou divididas entre atacante e zagueiro (como em tentativa de Róger Guedes aos 13).

O Goiás pouco atacava, não conseguia ameaçar em contra-ataques que ensaiava. E viu seu plano defensivo ruir aos 30 minutos, quando a arbitragem marcou toque de braço de Caio Vinicius em finalização de Róger Guedes – mal marcado, na visão do comentarista Sálvio Espínola Fagundes. Fábio Santos bateu e fez. Depois do gol, o Goiás tentou sair mais ao ataque, mas sem sucesso. O Timão, bem postado, seguiu chegando mais inteiro à frente e levou a vantagem ao intervalo sem sustos.

2º tempo

O Goiás voltou com Fellipe Bastos no lugar de Caio Vinicius. Jair Ventura tentou deixar a equipe mais ofensiva, com peças mais à frente, embora com menos intensidade. Ainda assim, o Corinthians seguiu mandando no jogo. A diferença é que o Goiás ao menos conseguiu chegar, como em chute de fora da área de Fellipe Bastos e em cabeceio de Pedro Raul – ambos defendidos por Cássio.

O Timão respondeu com chute colocado de Gustavo Mantuan, rente ao ângulo. Na metade do período, Vítor Pereira decidiu mexer na equipe: tirou Cantillo e Mantuan, colocou Giuliano e Lucas Piton. O jogo ficou truncado por alguns minutos, e o Goiás insistiu na busca pelo empate. Pedro Raul pediu pênalti de Robson Bambu, em puxão na camisa – ignorado pela arbitragem, em decisão correta, na visão de Salvio Spínola, da Central do Apito. Depois, Pedro Raul tentou de cobertura, aproveitando saída de Cássio, mas errou a mira. O Esmeraldino, nos minutos finais, ensaiou uma pressão, mas o Corinthians se manteve seguro em campo. Fim de jogo: na Neo Química Arena, 1 x 0.

Agenda

O Corinthians volta a campo na quarta-feira (22), pela Copa do Brasil. Às 21h30 (horário de Brasília), recebe o Santos no jogo de ida das oitavas de final.

No mesmo dia, mas às 19h (horário de Brasília), o Goiás também tem clássico regional pelo torneio nacional: visita o Atlético-GO no Estádio Antônio Accioly.

Pelo Brasileirão, o Timão volta a jogar no sábado (25), às 19h (horário de Brasília), novamente contra o Santos (e novamente em casa). Um dia depois, o Goiás recebe o Cuiabá.

A sensação de poder transmitir uma sentimento à cada leitor é o que me move. Ainda assim, sou somente mais louco que fez da escrita e do esporte a sua [...]

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.