Corinthians anuncia acordo com a Caixa Econômica Federal

Em nota oficial divulgada na noite desta segunda-feira (25), o Corinthians confirmou um acordo com a Caixa Econômica Federal. De fato, no dia 28 de julho, uma reunião do conselho deliberativo do clube havia aceitado o novo tratado.

Em suma, Corinthians e Caixa Econômica Federal vinham buscando uma maneira de renegociar a dívida do Timão.

A dívida em questão é a respeito da construção da Neo Química Arena, estádio do Corinthians. Segundo a nota oficial publicada pelo Timão em seu site e redes sociais, toda “sua implementação será conduzida seguindo os termos e as condições contratuais”.

Com a confirmação da assinatura dos documentos, o pagamento da dívida do Timão será feito em duas etapas. Primeiramente, entre 2023 e 2025, serão pagos os juros.

Em seguida, a partir de 2025, o Corinthians vai efetuar o pagamento de todo o valor, até o ano de 2021. De fato, a dívida do clube do Parque São Jorge com a Caixa Econômica Federal ultrapassa os R$ 600 milhões.

Leia na íntegra a nota do Corinthians

Corinthians divulgou a nota oficial em suas redes sociais e também no site do clube. Vale ressaltar, que a nota relembra da reunião que ocorreu no mês de junho.

Na ocasião, todo o Conselho Deliberativo do clube aprovou o acordo junto a Caixa Econômica Federal, o que facilitou a assinatura do acordo.

O Corinthians informa que assinou, hoje (25), os documentos do acordo entre o clube e a Caixa Econômica Federal para a renegociação das obrigações relativas ao financiamento para a construção da Neo Química Arena.

Sua implementação será conduzida seguindo os termos e as condições contratuais. Com sua assinatura, o presidente Duilio Monteiro Alves deu continuidade à decisão tomada pelo Conselho Deliberativo do Corinthians em reunião realizada em 27 de junho de 2022.

Vale lembrar que houve unanimidade entre os conselheiros pela aprovação dos termos do acordo. Atenciosamente, Sport Club Corinthians Paulista.

E o acordo com a Odebrecht?

Em suma, agora o Corinthians aguarda a conclusão do acordo com a Odebrecht. No entanto, o Timão ainda precisa esperar uma reunião dos acionistas da empresa acontecer.

A principal pauta da reunião é quais são os valores finais da dívida alvinegra com a empresa. O Timão acredita que não precisa pagar mais nada, pois além dos valores já abatidos pelo clube do Parque São Jorge,  existem obras não concluídas no entorno do estádio.

 

Olá. Formado em Jornalismo pela Universidade Nove de Julho, buscando levar minha redação com a emoção e paixão que o esporte merece. Vivo falando sobre desportes dos mais variados, em [...]