Mesmo faltado apenas à oficialização da contratação de Lionel Messi por parte do Paris Saint-Germain, podemos dizer que essa irá transformar o clube francês em um dos elencos mais caros do mundo.

Somando pelo menos 18 atletas do Paris Saint-Germain, o clube chega à marca de R$ 6,1 bilhões, segundo informações do site Transfermarkt - uma das referências mundiais no mercado de transferências de jogadores.

Entre os clubes do Velho Continente, o PSG ficará atrás apenas do Manchester City, que está atualmente avaliado em cerca de R$ 6,5 bilhões; na terceira posição aparece o "ex-galático" Real Madrid - com R$ 5,3 milhões.

Messi que já encontra-se em Paris, passará essa terça-feira por exames médicos antes de assinar contrato com o clube francês - acordo esse que terá validade de duas temporadas.

A apresentação oficial do mais novo reforço do PSG deve se dar somente nesta quarta-feira, no Parque dos Príncipes, onde o astro argentino deve ser recepcionado por milhares de torcedores do Paris Saint-Germain.

PSG, o novo time galático

Com a chega de Messi ao elenco, o time de Paris ensaia a formação de um time galático, roubando o título dado ao Real Madrid, que já fora o clube mais caro ou rico do mundo, entre os anos de 2000 a 2006, quando tinha em seu grupo de jogadores, atletas como: Ronaldo, Luis Figo, Zidane, Roberto Carlo e David Beckham, entre outros.

Para essa nova temporada, o PSG até aqui anunciou as chegadas de Gianluigi Donnarumma, Sergio Ramos, Achraf Hakimi e Georgino Wijnaldum - num total de 165 milhões de euros na cotação atual. Com Messi, esse valor irá saltar para 245 milhões a cotação do clube só com esses nomes.

O time titular do PSG terá um valor de mercado na casa dos 571 milhões de euros - o que equivale hoje em real, o valor de R$ 4.129.000.000,00.