Com pouca renda nesta temporada, principalmente com a venda de direitos de televisão, o Campeonato Carioca 2021 terá sérios problemas para bancar a premiação aos grandes vencedores.

A informação foi repassada pela própria FERJ, que declarou não haver dinheiro em caixa para prêmios. Em 2021, o Estadual tem uma modelo diferente de transmissão, apostando muito no pay-per-view para arrecadar receitas para os clubes.

Vale lembrar que sem a Globo, os direitos televisivos na TV aberta foram vendidos a Rede Record por apenas R$ 11 milhões e deste montante, apenas R$ 3 milhões é o que restaram para os clubes, uma vez que demais valores foram destinados a produção de imagens do torneio, a FERJ e a empresa de Sportsview.

A ideia inicial era de que o grosso da renda viesse com a venda de pacotes de pay-per-view, algo que não funcionou na realidade. Mesmo com um total de 200 mil assinantes, o clube que fora mais beneficiado aqui, fora o Flamengo, donde os "pequenos" ficaram com 10% do valor de PPV.

No entanto, isso é insuficiente para bancar os prêmios prometidos lá no início da competição.

Pelo tratado no início do torneio, o campeão levaria R$ 2 milhões, já o vice, levaria mais R$ 1 milhão. Os "campeões" da Taça Rio e Taça Guanabara ficariam com R$ 1 milhão cada e ainda haveria outros R$ 500 mil para cada semifinalista do Campeonato Carioca.

Sem repasses

Até agora, segundo os clubes que ficaram nas semifinais, os valores a eles prometidos até o momento não foram recebidos, nem o valor prometido ao vencedor da Taça Rio. Obviamente que a FERJ geralmente deixa para pagar esses valores ao final do torneio, no entanto, não há garantias de que ela irá quitar com o combinado.