GIGANTE! Boca Juniors atinge feito HISTÓRICO em eliminação do Palmeiras

No coração de uma batalha feroz, o Boca Juniors se viu em apuros diante de um Palmeiras formidável. Em um jogo duríssimo, a equipe argentina enfrentou momentos complicados. Sofreram o empate devido a uma rara falha do goleiro e tiveram um jogador expulso, parecendo que o destino estava prestes a se tornar ainda mais adverso para os argentinos.

No entanto, nos desfechos dramáticos das penalidades, o clube emergiu como vencedor, principalmente graças à destemida atuação de seu goleiro, que defendeu duas cobranças cruciais. Agora, com a décima segunda final da Libertadores à vista, o Boca Juniors almeja escrever seu nome de forma indelével na história deste prestigiado torneio.

Quando e como foi a primeira Libertadores do Boca Juniors?

Em uma época passada, quando San Lorenzo, Racing e Independiente ergueram suas bandeiras na Libertadores em 1961 e 1962, o Boca Juniors ansiava por uma vaga na competição. Anos anteriores não lhe sorriram com benevolência, pois a equipe não conseguira se posicionar entre os líderes do Campeonato Argentino, o único caminho para a classificação no torneio continental. Entretanto, em 1962, após uma campanha sólida no cenário nacional, o Boca Juniors finalmente obteve a tão almejada vaga. Este triunfo teve um significado ainda mais profundo, pois a equipe não desfrutava do título nacional desde 1954.

O sorteio da Libertadores de 1963 trouxe o Boca Juniors para o grupo que incluía o Olímpia e a Universidad do Chile. A equipe protagonizou uma jornada impressionante e garantiu sua passagem para as semifinais da competição, quando, naquela época, ainda não havia as disputas das quartas e oitavas de final, devido ao menor número de participantes.

Enfrentando um formidável Peñarol, que havia conquistado duas das três Libertadores anteriores, o Boca Juniors demonstrou sua supremacia e venceu ambos os confrontos, carimbando seu bilhete para a grande final contra o Santos de Pelé. No entanto, os argentinos acabaram sofrendo a derrota nas duas partidas e tiveram de se contentar com o vice-campeonato, com Pelé marcando o gol que selou o título para o Peixe.

A primeira conquista e as demais participações na Libertadores

Foi somente em 1977 que o Boca Juniors retornou a uma final de Libertadores, enfrentando o atual campeão, o Cruzeiro. Enfrentando um adversário muito duro, o Boca Jrs soube se importou e , após três confrontos duros, se sagrou campeão.

O clube argentino ainda voltaria a uma final de torneio em 1978, 1979, 2000, 2001, 2003, 2004, 2007, 2012 e 2018. Agora, em 2023, após superar o Palmeiras em uma batalha épica, o Boca Juniors se encontra mais uma vez nas portas da final.

Com cinco derrotas e seis vitórias no currículo, a equipe almeja retomar o cetro que lhe escapou desde 2007, escrevendo assim mais um capítulo glorioso em sua história na Libertadores.

Otávio Silva Otávio Silva

Estudante de jornalismo com experiência em assessorias de imprensa e em portais de noticias. Apaixonado por escrever sobre esportes, mas com uma paixão ainda maior pelo futebol. Gaúcho de Porto Alegre e admirador do futebol raiz.