Com o término da temporada no futebol europeu e espanhol, o presidente do Barcelona - Juan Laporta se reuniu com Ronald Koeman nesta última segunda-feira, onde o dirigente pediu 15 dias para confirmar se o holandês permanece ou não a frente da equipe catalã.

Enquanto isso, segundo a "TV3", o presidente do Barcelona irá vasculhar o mercado de treinadores atrás de possíveis nomes que possam a vir comandar o time catalão.

Mesmo tendo cordialidade entre as partes, o treinador não gostou nada do encontro e deixou a sala do presidente chateado, pois entende que ele está usando esta estratégia para ganhar tempo enquanto buscam um novo profissional.

Agente de Koeman mostra confiança

Mesmo com o Barcelona pedindo tempo para dar sua resposta a Ronald Koeman, o agente do treinador - Rob Jansen se mostrou confiante na permanência do profissional aqui em questão, onde em entrevista a rádio "SER Catalunya", disse esse ter saído do encontro com boas sensações.

Além do agente de Koeman, dentro dos corredores do Camp Nou, há quem acredita na permanência do atual comandante técnico, muito por esse ser uma peça importante na chegada de Wijnaldum; meio-campista que está próximo de ser anunciado como reforço do Barcelona para a nova temporada.

Barcelona na mira da UEFA

Classificado a próxima edição da Champions League, o Barcelona ao lado do Real Madrid e da Juventus, está sendo fortemente ameaçada pela UEFA, que promete punir os clubes dissidentes e criadores da Supercopa Europeia; torneio esse criado fora do calendário da entidade máxima do futebol europeu e que deu muito o que falar nos últimos tempos.

As três equipes aqui citadas correm sério risco de serem punidas com algum banimento nas competições organizadas pela UEFA.