Atlético-MG deve ter R$64 milhões da venda do shopping direcionados a André Cury

O Atlético-MG acertou a venda de 49,9% do Shopping Diamond Mall, localizado em Belo Horizonte, por R$340 milhões. Entretanto, o Galo corre o risco de não receber o valor total da venda.

Isso por que a Multiplam, empresa que detém os 50,1% restante do shopping, foi notificada extrajudicialmente pelo agente de futebol André Cury.

Assim, o pedido é que mais de R$64 milhões não vão para os cofres do Atlético-MG. É alegado pela empresa Link Assessoria Esportiva e Propaganda Ltda, da qual Cury é dono, o pagamento de dívidas do clube com o agente de futebol.

As dívidas do Atlético-MG com André Cury

Em suma, os valores são referentes a 28 ações ajuizadas pela empresa contra o clube em relação a comissões por diferentes jogadores. Ainda assim, segundo a listagem feita por Cury, a maior dívida refere-se ao zagueiro Frickson Erazo, que teve passagens entre 2016 e 2017.

O valor do zagueiro chega a ser superior a R$11 milhões, em seguida Lucas Pratto aparece com um valor aproximadamente acima de R$6 milhões. No atual elenco há dividas relacionadas ao lateral Guilherme Arana e Eduardo Vargas, a soma dos dois chega em aproximadamente R$8 milhões.

O empresário alegou que o Atlético-MG não nega, em nem uma das ações, o mérito pelas prestações de serviços da empresa.

Porém, o ponto de desentendimento entre as partes está nos valores. O Galo discorda da data da conversão da moeda estrangeira, da incidência de juros e correção monetária.

Por fim, a empresa de Cury promete que vai tomar atitudes judicias para garantir que os R$64 milhões da venda do shopping não seja passada ao Atlético-MG.

“Caso o notificado não faça a reserva dos valores e ou deposite em juízo, futuramente poderá ser caracterizada a fraude contra credores, respondendo pelos créditos devidos à notificante…

Além de tudo que ora é apresentado por meio desta notificação extrajudicial, medidas judiciais serão tomadas para preservar o direito da notificante, ficando desde já o notificado ciente das consequências futuras em caso de aquisição dos 49,9% da parte cabível ao Clube Atlético Mineiro”

Pagar dívidas

Desse modo, o Atlético-MG vinha apresentando aos conselheiros, diversos estudos mostrando que a venda do Diamond Mall é a solução para o time diminuir suas dívidas. Depois que, no ano passado, o Galo pagou cerca de R$87 milhões em juros.

Esses juros são de dívidas antigas envolvendo empréstimos bancários, acordo trabalhistas e agentes. Assim, a venda do shopping  faz parte do plano para a recuperação financeira do clube. O Galo deixou claro que essa venda é para quitação de dívidas e não terá investimento no futebol.

Foto destaque: Reprodução

sou estudante de jornalismo pela universidade federal do recôncavo da Bahia e sou um apaixonado pelo futebol!