Argentina vence a França e é campeã mundial: confira os melhores momentos

Neste domingo (18), o Lusail Stadium recebeu a final da Copa do Mundo 2022, realizada no Catar. Assim, França x Argentina realizaram a decisão que definiria o novo tricampeão mundial. Em um show de Messi e Mbappé, os sul-americanos se deram melhor e assim são coroados como os novos campeões mundiais de seleção.

Melhores Momentos Argentina x França

1º tempo: soberania sul-americana

Acima de tudo, os argentinos começaram com muito mais vontade do que os franceses. Aos 20 minutos, Ángel Di Maria fez ótima jogada no lado e foi para a área, sendo derrubado por Dembélé e decretado pênalti para Los Hermanos. Na cobrança, Lionel Messi com muita tranquilidade abriu o placar.

Os europeus parecem que não estavam em campo, tanto que o goleiro Emiliano Martinez não sofreu nenhum perigo. Em um contra-ataque puxado por Messi aos 35 minutos, deixou Mac Allister e Di Maria contra dois franceses, após o passe do volante, o camisa 11 da Argentina ampliou o resultado, fazendo o Lusail Stadium virar uma La Bombonera ou o Monumental de Nuñez.

A França estava irreconhecível e aos 40 minutos já fez duas substituições para remediar a situação vivida nesse período. O arbitro polonês, Szymon Marciniak encerrou o primeiro tempo de forma com que muitos que assistiam davam o jogo como resolvido. Entretanto, muita coisa estava por vir.

2º tempo: Brilha a estrela de Kyllian Mbappé

Mesmo com muita apreensão, os argentinos se manteram compactos na defesa e atacando apenas em contra-ataques. A “catimba” de Los Hermanos começou a aparecer e também o confronto acabou tendo faltas e “picando mais a partida”.

Mas, em um contra-ataque francês, Kolo Mouani ganhou de Otamendi, mas acabou sendo puxado dentro da área, com o árbitro apitando pênalti aos europeus. Na cobrança, Mbappé cobrou na esquerda, Martinez chegou a tocar, contudo a bola parou no fundo da rede, 2 x 1.

Um dos pontos fracos da Argentina na Copa ficou claro que era o psicológico após tomarem gols. Isso se repetiu, um minuto e meio após diminuir a diferença, Coman desarmou Messi no meio de campo, acionou Rabiot que tocou em Mbappé fazendo ótima tabela com Thuram que devolveu ao camisa 10, que de primeira empatou a finalíssima faltando dez minutos para o encerramento.

Ainda deu tempo de Messi chutar de fora da área, mas o goleiro Hugo Lloris fez grande defesa e os 90 minutos normais de partida não foram necessários para definir um campeão.

Prorrogação: haja coração

Para os amentes de futebol, mais 30 minutos de jogo eram sensacionais para esse evento que só é realizado a cada quatro anos. Por outro lado, ambas as equipes estavam muito desgastadas, mas deixaram claro que não queriam levar para os pênaltis.

A Argentina perdeu duas chances com Lautaro Martinez. Mas, a genialidade de Messi prevaleceu, fazendo uma linda jogada e no rebote de um chute Martinez, desempatou e parecia que o título iria para Buenos Aires ainda na prorrogação.

A França foi valente e conseguiram um pênalti, após o camisa 10 dos Les Bleus chutar e a bola bater no braço de Montiel. Kyllian Mbappé de novo, marcou, fazendo um hat-trick na final da Copa do Mundo e mostrando que só os pênaltis poderiam decidir um campeão.

Vale destacar que no último lance da partida, Mouani recebeu sozinho cara a cara e Martinez operou um milagre, levando a partida para as penalidades máximas.

Pênaltis: a consagração de Lionel Messi

Nos pênaltis, a Argentina converteu todas as suas chances, enquanto na França, Coman parou em Martinez e Tchouaméni chutou na trave, fazendo a alegria de um país sul-americano ser campeão novamente após 20 anos, com o Brasil vencendo a Alemanha com dois gols de Ronaldo Fenômeno. Para Los Hernanos o título veio 36 anos depois de 1986, com Maradona, 1978 com Mario Kempes e agora o tricampeonato com o nome de Lionel Messi.

Na comemoração, além de muito choro, diversos colegas de seleção foram abraçar Messi, que provavelmente tirou um peso nas costas pela sombra que havia sobre outro ídolo, Diego Maradona.

Premiações pós partida

Além da taça da Copa do Mundo, a FIFA entregou alguns prêmios individuais. O jogador revelação acabou com o jovem, Enzo Fernandez, o melhor goleiro foi para Emiliano Martinez, o artilheiro ficou com Kylian Mbappé com sete gols anotados e o melhor jogador do mundial não podia ficar com outro a não ser Lionel Andrés Messi Cuccittini.

E agora?

Decerto, os novos tricampeões mundiais não marcaram nenhum amistoso ou torneio para disputar em 2023. Provavelmente, irão curtir esse triunfo no mundial e se programar para voltar a jogar no segundo semestre do ano que vem.

Já os franceses, terão confrontos marcados em março, pelas eliminatórias da Eurocopa 2024. De fato, o primeiro duelo será contra a Holanda, no dia 24/03 e depois contra a Irlanda no dia 27/03.

Foto Destaque: Divulgação / FIFA

Bruno GabrielBruno Gabriel

Olá, meu nome é Bruno Gabriel, tenho 22 anos e estudo Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Pretendo seguir na área de esportes, é um sonho desde criança. Espero alcançar os maiores eventos esportivos com muita criatividade e bom humor.