Apresentação do Marcinho no Bahia e rejeição da torcida

De antemão, nesta quarta-feira(3), no CT Evaristo de Macedo, foi concedendo entrevista online para o atual jogador do Bahia, Marcinho. Réu por atropelar e matar um casal em 2020, o lateral-direito falou o que teria feito diferente. Confira qual lição tirou de tudo que aconteceu.

Nessa perspectiva, a contratação não foi muito aceita pela torcida, que chegou a realizar protestos antes mesmo do jogador ser anunciado oficialmente. O motivo é o processo criminal que o mesmo responde por homicídio culposo.

Em 2020, o lateral atropelou um casal de professores no Rio de Janeiro. Marcinho fugiu do local sem prestar socorro. As vítimas não resistiram e morreram.

“Com toda certeza, eu teria parado. Mas, por uma série de fatores: medo, medo de ser linchado, sou uma figura pública; não estar vivendo um bom momento no clube em que eu estava. Isso culminou em uma atitude muito ruim, e isso é o que eu tenho buscado melhorar na minha vida. Fui pai. Então, com certeza, sou uma pessoa totalmente diferente daquele rapaz do dia 30 de dezembro de 2020”,

Sendo assim, o lateral vem sendo acompanhado por psicólogos e citou também sobre as questões físicas, visando não o atrapalhar dentro de campo. Além disso, pede para que de alguma forma a torcida do Bahia abrace ele, mesmo sabendo das adversidades que irá encontrar.

Em suma, o jogador que está sem jogar uma partida oficial desde fevereiro deste ano, quando deixou o Athletico Paranaense, fez questão de agradecer ao Bahia pela oportunidade. Em síntese, se diz arrependido e encara o acerto com o novo clube como um recomeço.

Estréia do Marcinho no Bahia

Primeiramente, o lateral-direito já foi regularizado e pode fazer a sua estreia pelo Tricolor, que recebe o CSA, às 16h30 deste sábado (6), na Arena Fonte Nova, em partida válida pela 22ª rodada da Série B. O jogador, no entanto, diz que não está 100% fisicamente, mas vinha mantendo a forma nesse período parado.

Assim, acredita que pode ajudar o professor, esperando o quanto antes estar em campo. Portanto, Marcinho disputa posição com duas jovens promessas da base do Bahia, o atual titular, André, de 18 anos, e Douglas Borel, 20. O lateral-direito aproveitou a entrevista para elogiar os dois atletas da posição.

Olá, eu sou a Klara, tenho 18 anos, sou estudante de Jornalismo e apaixonada pelo futebol e o que ele proporciona. Desde sempre sou fã de carteirinha do esporte e [...]