Destaque das categorias de base, o atacante Léo Fenga foi promovido ao Grupo de Transição. A promoção ocorreu imediatamente após o retorno do jogador ao clube, tendo em vista que encontrava-se emprestado ao Barra, de Santa Catarina.

Durante a curta passagem pelo clube catarinense, Léo Fenga não obteve a minutagem esperada - atuou em apenas uma partida, sendo por 19 minutos após sair do banco de reservas - , entretanto a presença no ambiente e nos treinamentos com os profissionais do Barra/SC são os principais pontos de agregação destacados pelas pessoas próximas ao atacante de 20 anos.

Logo após o término do empréstimo junto ao Barra, Léo Fenga foi promovido para a categoria sub-23, também conhecida como o Grupo de Transição. Mesmo com sondagens, inclusive, do mercado externo, o atacante possui como meta pessoal alcançar o plantel profissional do Grêmio. Internamente, o clube possui o planejamento de utilizar o atleta na disputa do Brasileirão de Aspirantes e, à medida que for obtendo destaque, prepará-lo para compor o elenco principal em 2023.

Natual de Limeira/SP, Léo Fenga está no Grêmio desde a categoria sub-12. Mesmo tendo apenas 20 anos, o jogador já desperta o interesse do mercado interno e externo.

Em 2020, o atleta teve a oportunidade de sair do Tricolor Gaúcho para atuar no sub-17 do Flamengo, porém, por gratidão ao clube que o formou, preferiu permanecer no Grêmio, traçando a meta de chegar aos profissionais. No final da temporada passada, antes mesmo de ser emprestado ao Barra/SC, o atacante despertou o interesse de scouts de Portugal e da Itália. Conforme apurado pela reportagem, na ocasião, o Portimonense foi um dos clubes que sondaram a situação do jogador.

Léo Fenga possui contrato com o Grêmio até o final de 2023. A multa rescisória para o mercado do exterior está fixada em 50 milhões de euros, enquanto para o mercado interno está estabelecida em R$ 9,8 milhões.