Antônio Carlos Zago foi anunciado treinador do Coritiba e torcida protesta

Na mesma toada da torcida do Corinthians, os torcedores coxa branca protestaram contra a contratação do técnico Antônio Carlos Zago.

Antônio Carlos Zago foi anunciado treinador do Coritiba e na mesma toada da torcida do Corinthians, os torcedores coxa branca protestaram contra a contratação. Nesse caso, os protestos são porquem em 2006, quando era atleta do Juventude, o então zagueiro, teve um ato considerado racista.

Torcida Coxa Branca protesta nas redes sociais

Com o anúncio da contratação de Zago pelo Coritiba, os protestos que vinham acontecendo nas redes sociais desde quarta-feira ganharam mais força depois do anúncio oficial, ainda mais em uma semana na qual tanto se falou da contratação de Cuca pelo Corinthians. O treinador, quando ainda era zagueiro, teve atos considerados racistas contra um jogador do Grêmio, em partida válida pelo Campeonato Gaúcho.

Nas redes sociais, muitos torcedores do Coxa escreveram indicando que não desejam um técnico racista para comandar o clube. Uma das torcidas organizadas do clube fez uma postagem contra o racismo.

Entenda o caso de racismo em que Zago está envolvido

Em uma partida pelo Campeonato Gaúcho de 2006, o atleta acabou dando uma cotovelada no volante do Grêmio, Jeovânio. O zagueiro do Juventude foi expulso, e em meio a confusão, enquanto saía de campo discutindo com o adversário, apontou a cor do próprio braço. À época, após a partida, Antônio Carlos deu entrevista e se defendeu afirmando que estava apontando um corte no braço, como justificativa pelo gesto feito.

Ele foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul por 120 dias por agressão e quatro jogos pelas ofensas racistas. Diferente de Cuca, ao longo dos anos, sempre que o assunto surgia, Zago se dizia arrependido pelo que fez, além de afirmar ter pago na justiça pelo erro cometido.

Antônio Carlos Zago como treinador

O ex-jogador encerrou a carreira em 2008, pelo Santo. Após isso, em 2009, teve seu primeiro trabalho como treinador, no São Caetano. Depois disso teve as passagens mais marcantes como técnico por Grêmio Osasco Audax, Red Bull Bragantino, Kashima Antlers e Bolívar. O treinador chega ao Coritiba tendo como objetivo manter o clube no Brasileirão Série A, de forma tranquila. Conquistou dois títulos como técnico, do Brasileirão Série B, pelo Red Bull Bragantino, e o Campeonato Boliviano pelo Bolívar.

Raphael Almeida Raphael Almeida

Jornalista 33 anos. Atualmente sou repórter e comentarista na Web Rádio Bate Fundo Esportivo. Redator no portal Minha Torcida com passagens por Premier League Brasil e Futebol na Veia.