Alvo de Chelsea, Leicester dificulta no preço em Wesley Fofana

De acordo com Jacob Steinberg, repórter do The Guardian, o Leicester City exige pelo menos 70 milhões de euros (R$ 376 milhões) por Wesley Fofana, meio-campista francês. Ainda assim, este preço pode ser aumentado para 85 milhões de euros (R$ 456 milhões). Assim, dificultando clubes interessados (é o caso do Chelsea).

Wesley Fofana perdeu a temporada passada

Embora tenha perdido quase toda a última temporada com a lesão acima mencionada, Wesley Fofana teve uma excelente campanha de estreia em 2020-21 e certamente parece o negócio real. Claro, qualquer “plotagem” e “testes” da “determinação de Leicester City

A equipe de Thomas Tuchel e Todd Boehly já contratou Kalidou Koulibaly, do Napoli, e tentou trazer Nathan Ake, do Manchester City, e Jules Koundé, do Sevilla, após as saídas de Antonio Rudiger e Andreas Christensen. Porém, está atrás do defensor dos Foxes.

Ainda assim, Tuchel pode estar perdendo mas um defensor. César Aspilicueta, que pode estar indo para o Barcelona. Dessa forma, o alemão se mostrou um pouco irritado com essa perseguição do Barça. Vale lembrar, que os Blaugranas deram um “chapéu” nos Blues, ganhando do Chelsea nas disputas por Raphinha e Koundé.

“Talvez um pouco (irritado). É uma pergunta difícil porque não tenho certeza se quero dar ao Azpi o que ele quer. Em algum momento é sobre o que queremos. Acabei de fazer a comparação sobre o quanto lutamos por Koulibaly, que é um jogador da seleção nacional e aproximadamente a mesma idade. Ele é um jogador extremamente importante para o Napoli, mas temos um internacional espanhol que é o capitão do Chelsea. Eu o vejo talvez no mesmo nível, mas Barcelona não o vê nesse nível. Então eu não tenho certeza se eu quero dar-lhe o que ele quer como ele é um grande jogador. Não pensamos muito em outros clubes. O foco está em nós e no que precisamos. Eu disse isso a ele e digo a você que eu entendo em um nível pessoal e de carreira. Mas não estou só neste papel para dar a ele o que ele quer. Sou um gerente do Chelsea que quer fazer o que é melhor para o Chelsea.

Foto Destaque: George Wood/Getty Images

 

Sou Caio, tenho 23 anos, faço jornalismo. Procuro me especializar em Jornalismo Esportivo e meu maior sonho é comentar uma Copa do Mundo