Depois de conquistar o Campeonato Gaúcho pela 4ª vez consecutiva e se classificar com tranquilidade para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Grêmio faz seus últimos preparativos para a estreia no Campeonato Brasileiro 2021, onde faz sua estreia diante do Ceará, fora de casa, neste sábado (29).

Entretanto, o tricolor ainda tenta resolver questões envolvendo o mercado de transferências. E, na última semana, outro jogador bastante renomado teve seu nome especulado no clube: Trata-se do meia-atacante Alex Teixeira, que atualmente está sem contrato.

aos 31 anos de idade, Alex Teixeira está sem clube desde que teve seu contrato rescindido com o Jiangsu Sunning, da China. O clube faliu, e obviamente, os jogadores tiveram seus contratos encerrados, e até por isso, o zagueiro Miranda, que era companheiro de Alex na China, acertou seu retorno ao São Paulo, assim como o atacante Éder, que foi o principal companheiro de ataque de Alex Teixeira no período de futebol chinês.

Alex Teixeira foi oferecido ao Grêmio por seu empresário, Junior Mendoza, que também representa Douglas Costa. O bom relacionamento com o agente foi um dos fatores que pesou para que a diretoria gremista analisasse a contratação do jogador.

Alex Teixeira está livre no mercado desde que deixou o Jiangsu Suning, da China. (Foto: Reprodução)
Alex Teixeira está livre no mercado desde que deixou o Jiangsu Suning, da China. (Foto: Reprodução)

Salário elevado dificultou interesse do Grêmio em Alex Teixeira

Alex Teixeira é muito bem avaliado pela diretoria do Grêmio, principalmente pela sua versatilidade no setor ofensivo, podendo atuar como homem de referência no ataque, ou também um pouco mais recuado, como armador. Dentro do quesito técnico, o clube entende que seria uma contratação de peso.

Entretanto, a questão financeira é considerada impraticável pela diretoria gremista. No futebol chinês, Alex tinha vencimentos de aproximadamente 11 milhões de euros por temporada (R$69 milhões na cotação atual), de acordo com o site "Goal".

Além disso, o jogador e seu staff ainda entendem que existe mercado para que Alex Teixeira volte ao futebol europeu, onde atuou de 2010 a 2016, defendendo o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Por isso, Alex Teixeira não estaria disposto a reduzir consideravelmente seu salário para voltar ao futebol brasileiro.

Um ponto importante dentro do possível interesse do futebol europeu é o assédio do Besiktas, da Turquia. Em busca de um jogador de grande qualidade técnica no setor de ataque, o clube turco sondou a situação, mas neste momento, não há perspectiva de avanço.

Janela de transferências não é impeditivo para contratação

Vale lembrar que, por estar sem contrato, Alex Teixeira poderia ser contratado por qualquer time, mesmo que a janela de transferências esteja fechada. O único prazo a ser respeitado é o de inscrições nas competições, que variam de acordo com a entidade que a organiza.

Para um retorno ao futebol brasileiro, por exemplo, Alex Teixeira teria que ser inscrito em até 72 horas antes de sua estreia, independente da janela de transferências estar aberta, ou não.

Alex Teixeira foi revelado pelo Vasco da Gama no ano de 2007, e atuou pelo time carioca até o ano de 2010, onde foi vendido para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Por lá, atuou até 2016, e se tornou ídolo. Por último, rumou ao Jiangsu Suning, da China.

Na última temporada, foi campeão nacional, sendo artilheiro do time. Foram 10 gols e 5 assistências em 20 jogos. Na Ucrânia, foram 89 gols e 25 assistências em 223 jogos. Conquistou 5 vezes o título do campeonato nacional, além de 3 edições da Copa da Ucrânia. Atualmente, seu valor de mercado está fixado em 7 milhões de euros (cerca de R$44,59 milhões na cotação atual).