Abel Ferreira se diz preocupado com a arbitragem acabar influenciando os resultados no Brasileirão

Em síntese, mesmo após mais uma vitória no Brasileirão, ao bater o Ceará, por 2 x 1, na Arena Castelão, em Fortaleza, o time saiu de campo revoltado com a atuação de Anderson Daronco.

Em suma, o Brasileirão também tem sido palco de discussões sobre o desempenho dos apitadores, até mesmo entre os primeiros colocados.

Portanto, as críticas de Abel Ferreira aconteceram em entrevista coletiva depois da partida.

Dessa forma, o técnico português optou por não se estender tanto ao falar do árbitro, e disse focar naquilo que ele pode controlar em sua função.

“Eu não vou voltar a gastar a minha atenção e a minha energia em algo que eu não controlo. Se quiserem saber o que eu penso de arbitragem, está no meu livro. Acho que o clube falou bem. A única coisa que eu tenho a dizer é que o futebol brasileiro é uma das maiores do país, é uma das indústrias do país, é uma das indústrias que mais exporta, é uma das indústrias que mais dá ao Estado. E nós, jogadores e treinadores, temos a responsabilidade naquilo que podemos controlar, de manter as equipes competitivas, ter uma equipe que nós valorizamos, ter uma equipe em que muitos clubes da Europa querem nossos jogadores e é essa a minha função, valorizar o espetáculo, o clube e nossos jogadores”, declarou.

Além disso, reforçou ainda o peso das decisões dos juízes, já que muitos fatores estão envolvidos em uma partida de futebol.

“Fico triste, porque gostaria de ter um comportamento diferente no banco, tenho feito um esforço muito grande para me controlar, mas acontecem coisas dentro do campo que me tiram do sério, porque há muita coisa em jogo. Há títulos, prestígio, dinheiro e, acima de tudo, o nosso trabalho. Na última conferência disse que gostaria que esse campeonato fosse decidido dentro das quatro linhas por duas equipes, mas começo a ficar com algumas dúvidas. Mas vamos continuar fazendo o que controlamos”, disse o treinador.

O técnico português ainda lembrou da situação que permitiu a desclassificação do Palmeiras para as quartas de finais da Copa do Brasil, em que o time Alviverde foi prejudicado. Além disso, criticou o desempenho do apitador da partida, Anderson Daronco.

“Sinto uma mágoa dentro de mim, porque este senhor (Daronco) é um dos melhores árbitros brasileiros. Hoje ganhamos, mas poderíamos ter empatado ou perdido, já ficamos fora de uma competição por coisas que não controlamos”, continuou o treinador.

Agenda – Palmeiras x Ceará

O Ceará volta a campo nesta quarta-feira (3), às 19h15 (horário de Brasília), contra o São Paulo, pelas quartas da Copa Sul-Americana. No mesmo dia, mas às 21h30 (horário de Brasília), o Palmeiras visita o Atlético-MG, pelas quartas da Libertadores.

No entanto, pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebe o Goiás, que acontecerá no domingo (7), às 16h (horário de Brasília), no Allianz Parque. Por sua vez, o Ceará se prepara para jogar contra o Botafogo, fora de casa, no sábado (6).

Foto destaque: Divulgação/Cesar Greco/Palmeiras

Sou fascinada pela escrita desde pequena, tenho ânsia por conhecimento e sede de informação, além da ambição em me tornar uma profissional de referência no futuro, mesmo com uma recém [...]