Minha Torcida Logo

Grêmio atropela Barcelona e coloca pé na final da Libertadores

Noite inspirada de Luan, partida coletiva sólida e defesaça de Marcelo Grohe praticamente levam o tricolor às finais.

Por
Compartilhe

"O Grêmio é o Brasil na Libertadores". A frase é mais do que clichê, mas representa bem o que demonstrou a equipe gaúcha jogando no Equador contra um Barcelona - que eliminou outros brasileiros da competição (Palmeiras e Santos). De alguma forma, parte das torcidas verdes e brancas se sentiram parcialmente vingadas com a atuação brasileira na noite de quarta-feira. O Grêmio venceu por 0-3 fora de casa e, agora, joga na Arena para confirmar o que nenhum torcedor desconfia - a vaga na final da Libertadores 2017. 

Grêmio de Renato Gaúcho está muito perto da final da Libertadores da AméricaGrêmio de Renato Gaúcho está muito perto da final da Libertadores da América

O Grêmio entrou em campo sob pressão, poupou os titulares em várias oportunidades durante o Brasileirão e viu uma das melhores oportunidades de vencer o campeonato nacional cair por terra ao optar por priorizar a Libertadores. Somado a isso ainda está o fato da equipe ter feito jogos ruins enquanto esperava pelo confronto com o Barcelona, fez a desconfiança do Brasil cair sobre o antes chamado de "melhor time da atualidade" no país. Como se não bastasse, o departamento médico do clube andou movimentado durante os meses de agosto e setembro e entre os lesionados, peças de extrema importância no ano, como Luan e Michel. 

Apesar de tudo isso, o Grêmio de ontem foi o mesmo das belas atuações, marcando bem, passes curtos e precisos, sem pressa. E mesmo sem pressa o tricolor abriu o placar aos sete minutos com Luan, depois de cruzamento da esquerda - mal cortado pelo defensor equatoriano. A bola ainda desviou em outro zagueiro antes de morrer no fundo gol; 0-1 para dar mais tranquilidade. 

Luan voltou de lesãoLuan voltou de lesão

Com o placar já vantajoso, o Grêmio seguiu fazendo o mesmo trabalho de sempre. A presença de Luan mudou completamente o desenho do time e deu mobilidade ao meio de campo. Em falta sofrida pelo camisa 7, Edilson soltou a bomba e ampliou.

No segundo tempo o Barcelona esboçou uma reação e criou algumas oportunidades de marcar; foi aí que entrou a figura de Marcelo Grohe. Depois de um cruzamento da direita e o desvio de cabeça, a bola sobrou para o atacante Ariel bater de primeira; só não foi gol porque Marcelo Grohe abriu o braço para fazer uma das defesas mais lindas e importantes do ano. 

Magnífica defesaMagnífica defesa

Diretamente ligada à defesa de Grohe, o Grêmio encaminhou um contra-ataque matador para fechar a goleada, novamente com Luan - mas com destaque para Edilson. 

Para o título faltam três partidas, mas o Grêmio pensa apenas no jogo da volta, na próxima quarta-feira. O Minha Torcida vai acompanhar.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais