Essa semana ainda promete ser decisiva em alguns aspectos para o Vasco da Gama, que não espera apenas pela renovação de contrato do técnico Vanderlei Luxemburgo, mas também de alguns atletas. O presidente Alexandre Campello e os dirigentes aguardam até sexta-feira uma sinalização positiva para garantir na próxima temporada a permanência de dois jogadores colombianos que fazem parte dos planos da comissão técnica para 2020. São eles: o zagueiro Osvaldo Henríquez e o volante Freddy Guarín.

Guarín - 33 anos, já viajou para a Colômbia para passar férias com seus familiares, no entanto, deixou para seus empresários as bases que aceita para a renovação de contrato. O jogador em questão quer permanecer no Rio de Janeiro, porém, pode receber nos próximos dias uma proposta dos Estados Unidos, com um salário muito mais vantajoso que o atual recebido no cruzmaltino.

Outro que está na mira do Vasco ainda para 2020, é o zagueiro - Osvaldo Henríquez, que na temporada 2019 encerrou como titular da zaga. Contratado ainda em 2018, ele apenas conquistou a titularidade da zaga vascaína nesta temporada, tendo crescido sob a gestão de Vanderlei Luxemburgo. O atleta, de 30 anos, acertou as bases salariais e as conversas para a sua permanência estão adiantadas.

Além deles, o Vasco negocia com o lateral-esquerdo Danilo Barcellos e com o atacante Rossi, ambos também com vínculo até 31 de dezembro.

Ainda fora dos gramados, a diretoria colocou em dia o salário de setembro dos jogadores, além do salário referente a agosto de membros da comissão técnica e funcionários que recebem acima de R$ 5,5 mil. Segue em aberto o salário de outubro. Por acordo, o salário de novembro do elenco só vence em 20 de dezembro.

Em férias desde o último jogo pelo Brasileirão contra a Chapecoense, o elenco do Vasco só se reapresenta para a temporada 2020 em 6 de janeiro, quando começa a preparação para o Campeonato Carioca. A estreia acontecerá em 22 de janeiro contra o Bangu, em São Januário.