Distante de uma vaga na próxima edição da Conmebol Libertadores, mas praticamente livre do perigo de ser rebaixado no Campeonato Brasileiro - hoje com apenas 1% de chance de queda, o Vasco da Gama começa a trabalhar no "projeto 2020". De acordo com as últimas informações do diário "Extra", o presidente vascaíno - Alexandre Campello pediu à comissão técnica que inicie o trabalho visando o próximo ano.

No entanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo - responsável direto pela melhora do Vasco no Brasileirão em 2019 fez duas exigências ao presidente do clube para a próxima temporada: que não exista dívida que comprometa o pagamento de salário dos atletas e que tenha um time melhor para pode competir em 2020.

Apesar dos esforços para melhorar a situação financeira do "Cruz-Maltino", a direção do clube ainda precisa pagar salários dos meses de setembro e outubro - que estão em atraso e conta com o dinheiro de cotas televisivas para deixar todos os débitos quitados até o final do ano.

Porém, a chave para a melhora do "clube" como um todo em 2020, passa diretamente na permanência de André Mazzuco - diretor de futebol do Vasco da Gama, que contratou nomes emergenciais para composição de elenco em 2019 e que para o presidente, vem fazendo um bom trabalho desde então. O dirigente foi responsável pelas contratações de Richard, Marquinho, Clayton, Fredy Guarín e Felipe Ferreira, só para ter como exemplo.