Como forma de boicote ao Maracanã, direção do Vasco busca alterar o local da final do Carioca

O Cruz-Maltino tenta levar a primeira decisão do Campeonato Carioca para o "Engenhão" - campo do Botafogo. A decisão deverá ser anunciada nesta terça-feira pela FERJ.

Por Minha Torcida
Compartilhe

O Vasco da Gama que não concordou com a decisão do Governo do Estado do Rio de Janeiro em ceder a administração do Maracanã para a dupla Fla-Flu passou a utilizar as redes sociais para manifestar seu descontentamento, aonde a partir de agora solicita a mudança de seu mando de campo na final do Campeonato Carioca para o Nilton Santos - campo do Botafogo, no próximo domingo.

A decisão desta questão ficou de ser anunciada ainda nesta terça-feira, pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro.

O Vasco tentará levar a primeira partida da final do Campeonato Carioca para o estádio Nilton Santos.O Vasco tentará levar a primeira partida da final do Campeonato Carioca para o estádio Nilton Santos.

O Cruz-Maltino com a decisão de mudar o seu mando de campo na primeira partida da grande final do Campeonato Carioca tem como ideia boicotar o Maracanã em quanto esse estiver cedido à dupla Fla-Flu. Assim sendo, o Vasco deverá atuar no maior estádio do Brasil somente como visitante daqui pra frente.

Vale lembrar também que no último final de semana na vitória por 2 a 1 sobre o Bangu, o time cruz-maltino tinha escrito em sua camisa a seguinte frase em protesto a decisão do governo do Rio: "O Maraca é de todos". A frase estava escrita nas mangas do uniforme usado pelos jogadores em campo.

Posterior a decisão do Governo do Rio de Janeiro em conceder a administração do Maracanã para o Flamengo e para o Fluminense, fez com que a direção do Vasco cogitasse em buscar o seu direito dentro desta questão na Justiça, como declarou o seu presidente em entrevista coletiva na última semana:

"Nos preocupa muito, o Vasco não concorda com esse tipo de cessão de direitos. O Vasco não irá aceitar esse tipo de direcionamento. O Maracanã é um patrimônio do povo, foi construído com dinheiro da sociedade e não pode ser usado de maneira exclusiva por um dos clubes. Vamos buscar os nosso direitos, na Justiça ou em outro lugar", garantiu Alexandre Campello - presidente vascaíno.

Até o momento não existe nenhuma informação se o Cruz-Maltino vai realmente entrar na Justiça para buscar seus direitos no quesito da administração do Maracanã.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal