A entidade máxima do futebol no velho continente informou no início desta manhã de segunda-feira que abrirá investigação sobre o "possível ato racista e homofóbico" da torcida da Hungria nos dois jogos que a seleção disputou na Eurocopa 2021.

Com o estádio lotado diante de Portugal e França, os torcedores da Hungria de acordo com a imprensa francesa indicaram atos racistas e discriminatórios contra Mbappé. Segundo esses, quando o craque francês aqui nominado pegava na bola no jogo contra a Hungria, os torcedores desse gritavam "macaco" em cantos entoados nas arquibancadas.

Além do atacante do PSG, Benzema, que possui raízes argelinas, também teria sido alvo de atos desta mesma torcida.

Se não bastasse, cartazes e faixas com dizeres "anti-LGBT" também teriam sido levados para as arquibancadas no primeiro jogo da Hungria, diante de Portugal, onde cantos homofóbicos contra Cristiano Ronaldo teriam sido entoados.

Não, Cristiano Ronaldo não é "GAY", mas mesmo que fosse isso não dá o direito dos torcedores entoarem cânticos ou realizarem quaisquer outros atos desta magnitude.

Vale salientar que o parlamento húngaro aprovou na última semana uma lei que proíbe a "promoção" da homossexualidade entre menores de idade, restringindo a esses quaisquer informações com relação a homossexualidade e transexualidade.

No confronto diante de Portugal, a seleção da Hungria deixou o gramado com uma derrota de 3 a 0, já diante da França ficou no empate em 1 a 1.

Próximo jogo da Hungria

O último compromisso da seleção húngara pela fase de grupos da Euro 2021 será diante da Alemanha, na Allianz Arena, em Munique, na próxima quarta-feira - 23 de junho, às 16h (de Brasília).