Coincidência ou não, Jorge Jesus é apresentado no Benfica no mesmo dia em que Domènec Torrent é apresentado como seu substituto no Flamengo. Mister nesta tarde de segunda-feira foi finalmente apresentado de forma oficial como "novo" técnico do clube português.

O profissional em questão em sua volta aos "encarnados" fez questão de elogiar o Flamengo e deixar bem claro que não foi questão financeira que o tirou do clube brasileiro e o fez retornar a Portugal.

"Não vim para o Benfica para me reformar. O presidente me ofereceu quatro anos de contrato. Eu disse que não queria, queria um, ele disse pelo menos dois. Eu disse: "Vamos fazer dois então". Não vim para melhorar meu contrato salarial, vim para ganhar menos dinheiro que ganhava no Flamengo", comentou ele.

Para completar, Jorge Jesus ainda destacou que voltou ao Benfica para reconquistar o prestígio internacional dos "encarnados", por onde já conta com uma passagem que deixou uma ferida aberta, após esse trocar o mesmo pelo Sporting em 2015.

"Vim para o Benfica porque acredito em um projeto, porque acredito que essa nação tem todas as condições de fazer o Benfica grande, recuperar o prestígio internacional que teve durante muitos anos", finalizou.

Jorge Jesus que teve sua primeira passagem pelo clube português em questão entre os anos de 2009 a 2015 e ficou marcado por essa, também ficará para toda história marcado no Flamengo, como um dos maiores treinadores que já comandaram o Rubro-Negro, por onde ele conquistou os seguintes torneios: Campeão Brasileiro - 2019, Libertadores - 2019, Recopa do Brasil - 2020 e o Campeonato Carioca - 2020 - tudo isso com pouco mais de um ano de trabalho no clube brasileiro.