Você sabia que o técnico Luiz Felipe Scolari por muito pouco não comandou o Boca Juniors após deixar o Palmeiras? Isso mesmo! O comandante técnico brasileiro que também foi procurado por clubes da Série A do Brasileirão, quase fechou acordo para comandar o time argentino em questão, segundo informações de seu empresário.

De acordo com Jorge Machado - agente de Felipão, o negócio só não foi concretizado por questões políticas dentro da "Bombonera" - estádio do Boca Juniors e onde fica localizada a sede da direção do clube.

"Um grupo político do Boca Juniors nos procurou, mas acabou perdendo a eleição do clube. Com a derrota, as conversas não foram para frente", disse o empresário em entrevista a FOX Sports.

Já com relação aos clubes brasileiros, o empresário declarou que houveram algumas buscas pelo nome de Felipão, mas devido a paralisação do futebol por conta do Coronavírus, o contato acabou esfriando. Além do "Boca" e de alguns clubes do Brasil, seleções sul-americanas também sondaram o nome de Luiz Felipe Scolari, conforme destaca Machado.

Felipão - técnico de futebol.
Felipão - técnico de futebol.

"Algumas seleções sul-americanas nos procuraram, mas assumir uma seleção não é o projeto dele. Ele também foi procurado por clubes brasileiros da Série A que não tiveram andamento nas conversas por conta da paralisação do futebol por conta da pandemia", destacou.

Mas segundo Jorge Machado, a sequência da carreira de Felipão deve novamente ser o futebol asiático, onde já comandou o Guangzhou Evergrande - da China, no entanto, o técnico desta vez poderá rumar para os Emirados Árabes Unidos.

"No momento estamos aguardando pela reabertura das fronteiras e temos conversas avançadas com times da Ásia. Provavelmente é pra lá que ele vai. São dois times os principais interessados; um na China e outro nos Emirados Árabes Unidos", finalizou o empresário.