E Pep Guardiola segue sendo notícia no "Velho Continente". Depois de boatos serem desmentidos pelo próprio treinador confirmando que não pretende deixar os "citizens" ao final da atual temporada, o comandante técnico espanhol as vésperas do "superclássico" diante do maior rival na "terra" da Rainha - aqui falando do Manchester United, promete novamente fidelidade ao seu clube.

Guardiola em sua última entrevista coletiva ao ser questionado sobre possível oferta dos "Reds Devils" em um futuro próximo, foi "curto" em sua resposta:

"Depois que acabar meu tempo no City, eu jamais irei treinar o United; assim como também jamais irei treinar o Real Madrid", respondeu ele.

Pep Guardiola - técnico do Manchester City.
Pep Guardiola - técnico do Manchester City.

Mesmo com a resposta, o jornalista insistiu na pergunta e novamente o espanhol foi curto, mas dessa vez com um tom mais ríspido:

"Não!", disse.

Mas o repórter não ficou feliz com tal resposta e voltou a insistir, desta vez questionando se havia uma possibilidade de aceitar alguma oferta dos dois clubes - caso esses dois fossem as únicas possíveis colocadas a sua disposição. Então Guardiola respondeu com mais leveza.

"Estarei nas Maldivas, se eu não tiver ofertas. Mas acho que nas Maldivas não, porque lá não tem campo de golfe. Estarei em algum lugar deste tipo", respondeu o treinador.

O clássico entre os "Manchesters" irá ocorrer nesta terça-feira, às 17h, no estádio dos "Citizens", em partida válida pelo jogo de ida das semifinais da Copa da Liga Inglesa.

Dos oito clássicos já disputados desde que assumiu o Manchester City, na temporada 2016/2017, Pep Guardiola sob o comando do "time de azul" venceu quatro, empatou um e perdeu três; a última derrota foi pela 16ª rodada da Premier League - na atual temporada - derrota para o time do espanhol.