Não deu para Ederson Moreira - o treinador que vinha comandando o Bahia foi demitido neste último domingo após ter sido eliminado de forma precoce, da Copa do Nordeste. O anúncio da demissão do treinador do Bahia foi dado através do site oficial do Tricolor Baiano.

Desde junho de 2018 quando trocou o América-MG pelo Bahia, Ederson viveu altos e baixos sob o comando do time baiano e somados a recente queda de produção de sua equipe com as eliminações no torneio regional e na Copa Sul-Americana, pesaram na hora da avaliação da direção.

Mesmo admitindo que a partida contra o Sampaio Corrêa houvesse sido o pior jogo de sua equipe, sob o seu comando, Ederson Moreira acreditava que poderia melhorar o rendimento do Bahia para a disputa das finais do Campeonato Baiano - entretanto, a direção não quis "pagar" pra ver.

Nesta sua passagem pelo Bahia, Ederson comandou a equipe em 59 jogos, tendo conquistado 22 vitórias, 19 empates e 18 derrotas - um aproveitamento de 48%.

Em quanto busca um substituto para o treinador demitido neste último domingo, a direção do Bahia informou que o auxiliar Claudio Prates ficará sob o comando do time de maneira interina.

O Bahia volta a campo somente no dia 14 de abril, quando irá encarar o Bahia de Feira, na primeira partida da final do Campeonato Baiano, na Arena Fonte Nova, às 16h; já o jogo da volta será disputado no dia 21 de abril, na Arena Cajueiro, no mesmo horário do primeiro confronto entre as duas equipes - até lá a direção do "Tricolor Baiano" terá tempo para encontrar um bom substituto para o comando técnico de sua equipe principal.